PUBLICIDADE
Topo

Esporte

PSG faz cinco no Strasbourg com chapéu, golaço e ótima atuação de Neymar

Cavani comemora gol - BENOIT TESSIER - BENOIT TESSIER
Imagem: BENOIT TESSIER

Do UOL, em São Paulo

17/02/2018 15h49

Cercado de incertezas, o Paris Saint-Germain respondeu às críticas neste sábado (17) ao vencer o Strasbourg por 5 a 2 no estádio Parc des Princes. Draxler, Di María e Cavani (2) deixaram suas marcas, mas o gol mais bonito foi marcado por Neymar, que encontrou espaço para dar um chapéu dentro da pequena área.

Em certa medida, o triunfo tranquiliza o ambiente após a derrota para o Real Madrid, sofrida há três dias, pela Liga dos Campeões. Líder do Francês com 68 pontos (12 acima do Monaco), o Paris agora tem dois clássicos seguidos com o Olympique de Marselha: serão nos próximos dias 25 e 28, respectivamente pela Ligue 1 e pela Copa da França — o reencontro com o Real é só em 6 de março.

Mandou bem: Neymar distribui dribles, dá chapéu e faz golaço

O melhor lance da partida foi de uma consciência impressionante de Neymar. Após cruzamento à área, o brasileiro teve dificuldade para definir rapidamente e se enrolou com o goleiro; resolveu a situação com um chapéu desconcertante em Koné antes de empurrar ao gol vazio. Um lance para aplaudir.

Até então o camisa 10 não vinha tendo boa atuação: tinha perdido uma boa chance e sido desarmado em lance no qual surgiria um contra-ataque e gol do Strasbourg. Do golaço em diante, porém, Neymar cresceu e tornou-se a principal arma criativa do PSG. Nos minutos finais, deixou cinco marcadores falando sozinhos em belíssima arrancada pelo meio-campo.

Paris marca mal e depende da individualidade

O líder do campeonato sofreu muito diante do modesto adversário. De início permitiu vários contra-ataques, via de regra no setor do lateral Kurzawa. Em um deles, logo aos seis minutos, o volante Diarra deixou Aholou bem à vontade para abrir o placar. Ofensivamente, em compensação, o PSG contou com lances individuais de seus grandes nomes para responder rápido e tomar o controle.

Strasbourg começa bem, mas vacila e paga o preço

O 13º colocado da Ligue 1 começou o jogo seguindo a melhor cartilha: ameaçava nos contragolpes, tinha aberto o placar e media forças com o dono da casa. Mas dois erros seguidos botaram tudo a perder. Aos 20 minutos, a defesa não acompanhou a virada de bola que Neymar aproveitaria para anotar seu golaço. Segundos depois, na saída de bola, o time deu cinco passes para trás até o zagueiro Martínez ser desarmado na intermediária por Di María, que só teve o trabalho de finalizar.

Emery volta a usar o capitão Thiago Silva

Thiago Silva - CHRISTOPHE ARCHAMBAULT/AFP - CHRISTOPHE ARCHAMBAULT/AFP
Imagem: CHRISTOPHE ARCHAMBAULT/AFP

O brasileiro Thiago Silva voltou a ser titular do Paris Saint-Germain, tomando a vaga do compatriota Marquinhos. De modo geral, o capitão foi bem, sendo o responsável por boa parte das saídas de bola do time da casa. O retorno acontece dias após deixar o capitão no banco em um dos principais jogos da temporada, contra o Real Madrid, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões (o PSG perdeu por 3 a 1 na Espanha).

PSG desperdiça chances e sofre o segundo

Bahoken comemora gol do Strasbourg - GEOFFROY VAN DER HASSELT/AFP - GEOFFROY VAN DER HASSELT/AFP
Imagem: GEOFFROY VAN DER HASSELT/AFP

A intensidade de Neymar e companhia diminui a partir do terceiro gol. Senhor do jogo, o PSG se contentou em valorizar a bola e ocupar o campo de ataque, sem no entanto criar muitas chances. Di María e Neymar desperdiçaram boas oportunidades no segundo tempo, e o Strasbourg respondeu diminuindo o placar com chute de Bahoken no cantinho.

Cavani evita emoção na reta final

O placar de 3 a 2 previa minutos finais muito movimentados, mas um tal uruguaio apareceu para resolver a parada com dois gols seguidos. Aos 27, Cavani foi lançado por Pastore e deu um toque sutil por cima do goleiro adversário. Pouco depois, o artilheiro repetiu a técnica: foi acionado por Neymar e bateu por cobertura para fazer o quinto. O camisa 9 é artilheiro da Ligue 1 com 23 gols.

Ficha Técnica

Paris Saint-Germain 5 x 2 Strasbourg

Data: 17 de fevereiro de 2018
Local: Estádio Parc des Princes, Paris (FRA)
Hora: 14h00 (de Brasília)
Árbitro: Thomas Léonard
Assistentes: Eric Danizan e Bertrand Jounnaud
Cartões Amarelos: Daniel Alves e Thiago Silva (PSG); Nuno da Costa, Foulquier e Lala (Strasbourg)
Cartão Vermelho: não houve

Gols: Aholou aos 6’, Draxler aos 10’, Neymar aos 20’, e Di María aos 21 minutos do primeiro tempo. Bahoken aos 21’, e Cavani aos 27’ e 33 minutos do segundo tempo.

PSG: Areola; Dani Alves, Thiago Silva, Kimpembe e Kurzawa; Lo Celso (Pastore), Lass Diarra (Thiago Motta) e Draxler (Nkunku); Di María, Cavani e Neymar. Treinador: Unai Emery.

Strasbourg: Oukidja; Foulquier, Martinez, Koné e Seka; Aholou, Lala, Lienard (Gonçalves), Martin e Nuno da Costa (Saadi); Bahoken. Treinador: Thierry Laurey.

Esporte