PUBLICIDADE
Topo

Série B - 2019

Palmeiras adia conversas de renovação com lateral para depois do acesso

Luis Felipe (dir.), lateral direito do Palmeiras, disputa a bola com Milton Júnior, do ASA - Junior Lago/UOL
Luis Felipe (dir.), lateral direito do Palmeiras, disputa a bola com Milton Júnior, do ASA Imagem: Junior Lago/UOL

Mauricio Duarte

Do UOL, em São Paulo

17/10/2013 06h00

Uma série de fatores acumulados fizeram com que o Palmeiras adiasse as conversas com o lateral direito Luis Felipe sobre sua renovação. A temporada fora da capital paulista e a inesperada derrota para o Icasa fizeram com que o clube tomasse a decisão de só bater o martelo da negociação com o atleta depois de conquistado o acesso. A princípio, uma reunião iria ocorrer nesta semana, mas foi adiada.

Guilherme Miranda, empresário do jogador, confirmou ao UOL Esporte que não foi convocado para nenhum encontro nesta semana. “Não vai ter reunião. A situação não andou em nada por enquanto”, declarou.

O UOL Esporte apurou ainda que a situação incomoda o treinador Gilson Kleina. Ele considera o lateral como peça fundamental da boa campanha do time e acha que sua situação no clube já deveria ter sido resolvida. Até por isso, ele se reuniu com o jogador na semana passada para tranquilizar seu atleta e sentir como ele estava psicologicamente.

Embora não se fale abertamente, o principal motivo pelo qual a negociação se arrasta são os valores que o atleta pediu para renovar. O lateral quer um salário de cerca de R$ 100 mil e o presidente Paulo Nobre ficou assustado com a cifra. Com uma gestão marcada pela austeridade fiscal, o mandatário luta para sanear as contas do clube e considera a pedida exagerada.

No entanto, a diretoria poderá se ver em um caso constrangedor caso perca o atleta, formado nas categorias de base do clube. Ele tem vínculo com o clube até março de 2014 e já pode assinar pré-contrato com outra agremiação. Se o fizer, o time alviverde não receberá um centavo na negociação.

A estratégia de selar os negócios somente depois do acesso, porém, é uma medida que foi tomada de forma clara pela atual gestão alviverde. Diversos jogadores do elenco, além do técnico Gilson Kleina, aguardam um contato da diretoria para conversar sobre possíveis renovações. 

Por meio de sua assessoria de imprensa, o clube informou que “o Palmeiras não comenta questões internas pela imprensa”.