PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Nunes celebra recorde histórico na Série A e volta de caldeirão atleticano

Atlético comemora: cena corriqueira na Arena da Baixada em 2018 - GISELE PIMENTA/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Atlético comemora: cena corriqueira na Arena da Baixada em 2018 Imagem: GISELE PIMENTA/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

22/11/2018 11h04

A vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians deu ao Atlético-PR o recorde histórico de vitórias seguidas em casa dentro de uma mesma edição do Brasileirão. Os 12 triunfos em sequência deixaram o Furacão ao lado do Santos de 2015 e do Atlético-MG de 2016 com a mesma série de vitórias como mandantes. Além deles, o líder Palmeiras em 2018 também tem as mesmas vitórias e atingiu o recorde ao bater o América-MG por 4 a 0 nesta rodada.

Atlético e Palmeiras poderão estabelecer um novo recorde nas próximas rodadas. O Furacão recebe o Ceará no próximo domingo, 17h, enquanto que o Verdão ainda receberá o Vitória, na última rodada. Se vencerem, chegarão à 13 vitórias seguidas em casa.

O fato foi celebrado pelo técnico Tiago Nunes, que assumiu o time na 13ª rodada empatando com o Inter em 2 a 2 na Arena da Baixada. “Fico feliz pela sequência de vitórias porque a gente resgata um espírito do Atlético dentro de casa. O Atlético sempre foi muito forte. A gente vem tendo esse aproveitamento muito bom dentro de casa porque entendeu que dentro de casa a gente consegue fazer um jogo mais agressivo do que o normal, a gente criou um nível de confiança muito alto, uma identidade de jogar dentro daquilo que o torcedor atleticano gosta”, comentou.

A última derrota em Curitiba foi para o São Paulo, 1 a 0, ainda com Fernando Diniz como técnico, em jogo que marcou o fim de um tabu histórico para os paulistas. Nunes dirigiu o Atlético também no Paranaense, com um time “B”, e só perdeu uma das 27 partidas que fez na Arena da Baixada. Foi contra o Bahia, pela Sul-Americana, em jogo decidido nos pênaltis e que classificou o Furacão para as semifinais. Ao todo, são 21 vitórias, cinco empates e uma derrota como técnico em casa.

“Para mim é um momento muito especial dentro de tudo aquilo que a gente está passando. Esse momento tem que ser valorizado por onde nós estávamos e onde estamos no momento. Nós tínhamos 54% de chances de sermos rebaixados quando assumi ali, no período da Copa do Mundo. É um número muito alto. Fizemos ali mais de 40 pontos no pós-Copa, também é um valor muito alto. Muito feliz pelo empenho dos jogadores, pela qualidade... mas também pelo resgate da alma atleticana jogando em seu estádio”, comemorou.

A série de vitórias do Atlético-PR em casa no Brasileirão 2018

4x0 Vitória
3x0 Flamengo
2x1 Grêmio
1x0 Vasco
2x0 Bahia
3x1 Fluminense
3x0 Paraná
4x0 América-MG
4x0 Sport
2x1 Botafogo
2x0 Cruzeiro
1x0 Corinthians

Esporte