PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Jair cobra seriedade até fim do Brasileiro e torce por permanência em 2019

Do UOL, em São Paulo

17/11/2018 22h39

A vitória por 1 a 0 contra o Vasco minimizou a pressão sobre o Corinthians na luta contra o rebaixamento. Apesar do respiro na tabela, o técnico Jair Ventura cobrou seriedade da equipe nos três jogos finais do Campeonato Brasileiro. Os próximos compromissos serão contra Atlético-PR, Chapecoense e Grêmio.

"Não vamos abrir mão do campeonato, vamos com seriedade até o fim da competição e levar cada jogo como uma final", disse o treinador durante a entrevista coletiva. "A gente tem que respeitar essa camisa, essa torcida. Temos que melhorar em vários quesitos. Vamos encarar com total profissionalismo", completou.

Com o triunfo neste sábado, o Corinthians encerrou uma sequência de três jogos sem vitória e chegou a 43 pontos - seis acima da zona de rebaixamento. Embora a equipe não esteja matematicamente livre da queda, o sentimento é de alívio após o resultado em Itaquera.

Diante do resultado positivo, Jair aproveitou para destacar a vontade de permanecer no Parque São Jorge para a próxima temporada. O treinador possui contrato com o clube até o fim do ano que vem.

"Vamos seguir trabalhando. Quando acabou o jogo contra o São Paulo ouvi elogios, de como a equipe conseguiu jogar bem com um jogador a menos. Hoje já não fizemos um jogo tão bom, mas as críticas fazem parte. Está na mão da diretoria a minha permanência, mas lógico que quero muito ficar. Estou feliz, adaptado e temos um grupo muito bom. Quem não quer ficar no Corinthians? Mas isso cabe à diretoria", declarou o treinador.

Questionado sobre a avaliação do trabalho à frente da equipe até aqui, o treinador evitou comentar os resultados obtidos e voltou a torcer por um "final feliz" com a permanência em 2019.

"É difícil fazer um balanço. Tem que esperar o ano acabar. Tivemos uma final de Copa do Brasil, que não ganhar não é bom, mas ficar na frente de outras equipes é considerável. Mas deixo os profissionais avaliarem meu trabalho. A diretoria está sempre presente. Se eles acharem que devemos dar continuidade, vou ficar muito feliz. Sigo fazendo meu trabalho e muito tranquilo. Se depender de mim, vou continuar. Espero que possamos ter um final feliz", finalizou.

O Corinthians volta a campo na próxima quarta-feira (21), contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada, em Curitiba.

Esporte