PUBLICIDADE
Topo

Esporte

STJD marca recurso, e Palmeiras pode ficar sem laterais contra o Santos

Sassá acerta soco em Mayke no fim do jogo Cruzeiro x Palmeiras, pela Copa do Brasil - Reprodução de TV/ Fox Sports
Sassá acerta soco em Mayke no fim do jogo Cruzeiro x Palmeiras, pela Copa do Brasil Imagem: Reprodução de TV/ Fox Sports

Do UOL, em São Paulo

29/10/2018 15h30

O Palmeiras pode voltar a ter problemas nas laterais para encarar o Santos, pela 32ª rodada do Brasileirão. O STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) marcou o recurso do efeito suspensivo de Mayke e Diogo Barbosa para esta quinta-feira e, se decidir por punir os atletas, eles viram desfalque para o clássico de sábado.

A dupla recebeu punição de dois jogos para cada um após a confusão na semifinal da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro. Na ocasião, os dois foram flagrados trocando agressões com adversários. O Alviverde pediu efeito suspensivo e evitou que o cumprimento da suspensão até o novo julgamento.

O recurso entrou na pauta da próxima quinta-feira do STJD como o sexto item. Em um cenário otimista, os dois poderiam ser apenas advertidos. A previsão pessimista é que a suspensão seja mantida ou até aumentada.

Se não puder contar com Mayke, Felipão pode voltar a ter dor de cabeça com a posição. Marcos Rocha tem a sua previsão de retorno aos gramados para a próxima semana e não deve ter condições de atuar por 90 minutos no clássico.

Resta saber se Jean estará apto para atuar. Na sua última entrevista coletiva, o treinador deu a entender que o veterano está próximo de seu retorno. Contra o Flamengo, o treinador não teve nenhuma opção e precisou improvisar Luan no setor. Depois, ele foi substituído por Gustavo Gómez.

Pela esquerda, os problemas do técnico não devem ser tão grandes. Victor Luís é a opção natural para atuar, especialmente pelo fato de Diogo Barbosa ser titular do jogo de quarta-feira, contra o Boca Juniors, pela Libertadores.

O Palmeiras ainda tem mais dois julgamentos na fila do STJD. Felipão e Mattos serão julgados por insinuar favorecimento ao Flamengo no Brasileirão e podem ser suspensos por até seis jogos. Recentemente, eles foram absolvidos em outro caso: o de incidentes contra o Cruzeiro.

Esporte