PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Edenilson pede desculpa por expulsão. Súmula relata ofensas

REUTERS/Ricardo Moraes
Imagem: REUTERS/Ricardo Moraes

Do UOL, em Porto Alegre

27/10/2018 01h43

Edenilson pediu desculpas pela expulsão após o término do jogo contra o Vasco, em São Januário. O volante recebeu cartão vermelho ao reclamar do pênalti marcado em cima de Kelvin que acabou convertido por Maxi López e definiu o empate em 1 a 1. Em postagem no Instagram, o camisa 8 do Internacional ainda disse estar com a consciência tranquila pelo protesto. A súmula da partida, assinada pelo árbitro Igor Benevenuto, fala em ofensas.

O documento da partida foi publicado no site da CBF e relata o protesto de Edenilson. Antes, pelas redes sociais, o volante postou mensagem dizendo não ser 'fantoche de ninguém'.

"Gostaria de me desculpar pelo cartão que levei hoje, porém irei dormir com a consciência tranquila por ser um HOMEM DIGNO e por não ser fantoche de ninguém"!, escreveu Edenilson.

Na súmula, Benevenuto relata que expulsou Edenilson por reclamação acintosa.

"Após o término da partida, o atleta veio em minha direção e protestou de forma acintosa, me ofendendo com as seguintes palavras "vai se f..., safado, vagabundo, vocês acabaram com o nosso campeonato". o atleta teve que ser contido pelos seus companheiros e pelo policiamento", escreveu o árbitro ao explicar o cartão vermelho.

Também no documento oficial do jogo, Igor Benevenuto descreve que expulsou Carlos Poisl, médico do Inter, por arremessar garrafa contra o chão e cita entrada de todo o banco de reservas e comissão técnica do clube no campo de jogo, exigindo contenção policial.

O Internacional volta a campo no dia 4 de novembro, em Porto Alegre, contra o Atlético-PR. Edenilson, expulso, Rodrigo Dourado e Jonatan Alvez, suspensos pelo terceiro amarelo, desfalcam o time gaúcho.

Esporte