PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Jean provoca torcida e acaba expulso após vitória do São Paulo

Do UOL, em São Paulo

26/10/2018 21h33

A atuação segura no Barradão, contra um antigo rival, poderia ser a grande lembrança de Jean na noite desta sexta-feira (26), mas o goleiro acabou expulso após o apito final por provocar a torcida do Vitória. O São Paulo venceu por 1 a 0, com gol de Bruno Alves. 

Assim que a partida acabou, Jean se dirigiu às arquibancadas e apontou para baixo, na direção de seus pés. A princípio se dirigiu aos torcedores do Vitória; depois, aos do São Paulo. Durante o gesto ele pisou sobre o símbolo do time rubro-negro, o que irritou não só os gandulas que estavam atrás do gol mas também jogadores da equipe adversária. Cria da base do Bahia, o goleiro havia encontrado ambiente hostil no Barradão durante a partida todo.

Confrontado pelos adversários, o goleiro alegou ter imitado um gesto de uma das torcidas organizadas do São Paulo. Mas o argumento não convenceu o árbitro Leandro Pedro Vuaden, que decidiu expulsá-lo após o final da partida.

"Ele (Vuaden) estava no meio de campo, foi no oba-oba dos jogadores deles e acabou expulsando um cara que fez uma grande partida, no dia do próprio aniversário e que só estava comemorando. Futebol tem essas coisas que não dá para entender", disse Diego Souza, logo após Rodrigo Andrade, do Vitória, chamar Jean de "marqueteiro".

Pela suspensão automática, ele perde o duelo contra o Flamengo, no próximo dia 4, um jogo direto no primeiro pelotão do Campeonato Brasileiro. O volante Hudson, punido com terceiro amarelo, também não poderá atuar no Morumbi contra os cariocas.

Aniversariante nesta sexta-feira (23 anos), Jean teve os familiares e amigos presentes no estádio, mas foi hostilizado pela torcida do Vitória. Ele ouviu xingamentos praticamente durante o jogo inteiro, principalmente quando cobrava tiros de meta. As duas ótimas defesas que fez, em chutes de Rhayner e Mauricio, também foram motivos de vaias.

Siga o UOL Esporte no

Esporte