PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Aguirre explica fase do São Paulo: "Confiança só voltaria com triunfo"

Siga o UOL Esporte no

Do UOL, em São Paulo

26/10/2018 22h16

O São Paulo encerrou, nesta sexta-feira, um jejum de 48 dias e seis jogos sem triunfos no Campeonato Brasileiro. Para o técnico Diego Aguirre, essa era a única forma de espantar a má fase da equipe, que foi firme e conseguiu bater o Vitória por 1 a 0 pela 31ª rodada da Série A.

"Hoje era ganhar, era buscar os três pontos, porque tivemos uma perda grande de confiança e ela só voltaria com triunfo. Por mais que a gente falasse e tentasse levantar o ânimo dos jogadores. Vamos entrar na próxima semana com mais tranquilidade para encarar jogos muito importantes. Teremos de lutar muito e melhorar para ganhar", analisou o uruguaio.

A apreensão de Aguirre era grande, principalmente pela proximidade da sequência mais complicada do Tricolor no Brasileirão. Serão confrontos com Flamengo, Corinthians, Grêmio e Cruzeiro, sendo que o clássico será o único disputado fora de casa, e o treinador ansiava pela recuperação a tempo dessa série que, curiosamente, foi superada com sucesso no primeiro turno. Na ocasião, os são-paulinos venceram flamenguistas, corintianos e cruzeirenses e abriram caminho para assumir a liderança.

"Tivemos um período bom de vitórias e ficamos na liderança por muitas rodadas. Depois, o time não respondeu como esperávamos, tivemos algumas derrotas e hoje era tempo de voltar. Eu não estou olhando muito a tabela. Temos que retomar nosso jogo, continuar atrás de mais vitórias nos próximos jogos e seguir no G4", projetou o comandante.

A análise foi compartilhada pelo capitão Hudson e pelo camisa 9 Diego Souza. Ambos defenderam o trabalho de Aguirre, muito questionado durante o jejum de vitórias. O volante ainda ressaltou o trabalho do técnico na hora de buscar alternativas diante da lesão de Everton e da queda de rendimento do São Paulo.

Esporte