PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Felipão pode pegar gancho de 720 dias por incitar violência contra Cruzeiro

Luiz Felipe Scolari, o Felipão, observa o time do Palmeiras durante jogo contra o Grêmio - Daniel Vorley/AGIF
Luiz Felipe Scolari, o Felipão, observa o time do Palmeiras durante jogo contra o Grêmio Imagem: Daniel Vorley/AGIF

Danilo Lavieri e Leo Burlá

Do UOL, em São Paulo

25/10/2018 18h00

O STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) marcou para esta sexta-feira (26) o julgamento de Alexandre Mattos e do técnico do Palmeiras Luiz Felipe Scolari por incidentes em jogos contra o Cruzeiro, no dia 26 de setembro, pela Copa do Brasil, e no dia 30 do mesmo mês, pelo Brasileirão.

O Tribunal explica que o técnico será julgado por incitar o ódio e a violência e foi enquadrado no artigo 243-D do CBJD, com a pena prevista de suspensão de 360 a 720 dias e multa entre R$ 100 e R$ 100 mil. O diretor foi enquadrado por desrespeitar a arbitragem e responderá no artigo 258 do CBJD que tem como pena prevista a suspensão por 15 a 180 dias a dirigentes.

Se condenado, Felipão já não poderá comandar o Palmeiras na beira do gramado contra o Flamengo, neste sábado. Mattos não poderia assinar documentos e também não frequentaria ambientes oficiais de jogo.

A explicação para a infração do técnico leva em conta um episódio no jogo da Copa do Brasil, disputado no dia 26. Na ocasião, ele proferiu a seguinte frase aos atletas do Cruzeiro na saída dos times do gramado, já no vestiário: "Vocês vão lá domingo. Podem esperar sentadinhos".

Segundo o STJD, a frase foi responsável direta pela confusão entre seguranças registrada no dia 30, no Estádio do Pacaembu. Por isso, a infração do técnico foi citada no edital de intimação com a data do jogo do Brasileiro.

O texto continua e diz que Mattos, por sua vez, será julgado por ter subido até o gramado para reclamar da arbitragem. Na súmula, o árbitro disse que houve uma reclamação de forma acintosa. Esse episódio, de fato, aconteceu no dia 30 de setembro.

Palmeiras se preocupa com "julgamento tardio"

Membros da diretoria palmeirense consideram estranho o fato de Diogo Barbosa, Sassá e Mayke, que também se envolveram em incidentes na partida do dia 26, já terem sido julgados, enquanto que Felipão será levado aos tribunais apenas nesta sexta-feira, véspera do jogo contra o Flamengo. O Alviverde não quis se manifestar de maneira oficial.

O STJD explicou ao UOL Esporte que o julgamento foi marcado depois dos demais porque é resultado de uma notícia de infração oferecida pelo Cruzeiro.

Recentemente, Mattos e Felipão voltaram a público para insinuar um favorecimento ao Flamengo. Após o jogo contra o Ceará, os dois reclamaram de cartões que tiraram quatro atletas do jogo contra o time do Rio de Janeiro neste sábado. Por essas declarações, o STJD fará uma nova denúncia, pela qual a dupla pode ser suspensa por até seis jogos.

Esporte