PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Pré-Libertadores pode colocar em xeque a programação do São Paulo para 2019

O executivo de futebol do São Paulo, Raí, e o presidente do clube, Leco - Divulgação/Rubens Chiri
O executivo de futebol do São Paulo, Raí, e o presidente do clube, Leco Imagem: Divulgação/Rubens Chiri

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

24/10/2018 04h00

A classificação para a fase de grupos da Copa Libertadores é vista quase como uma obrigação para o São Paulo não só por uma questão moral, já que o time liderou parte do Campeonato Brasileiro. A preocupação do departamento de futebol tricolor pode ser justificada pela organização da programação para 2019, que passa muito pela vaga no torneio continental.

Caso fique apenas como um lugar na Pré-Libertadores, a equipe do Morumbi vai ter uma decisão logo no início do ano. Além disso, o tempo destinado para a preparação será muito mais reduzido. Como publicou a De Primeira, o Tricolor vai disputar a Florida Cup, nos Estados Unidos, em janeiro, e deve regressar ao Brasil no dia 14. O primeiro jogo do mata-mata no torneio continental será entre os dias 5 e 7 de fevereiro. Já quem garante a vaga na fase de grupos só estreia a partir do dia 5 de março. Portanto, terá um mês a mais para se trabalhar.

Além disso, entre janeiro e fevereiro, as equipes costumam ainda estar no período de formação do elenco. Apesar de o São Paulo pretender não fazer tantas trocas no time para o próximo ano, peças devem chegar, e alguns jogadores podem sair do clube. Neste ano, por exemplo, atletas como o meia Nenê e o atacante Tréllez só foram apresentados oficialmente no dia 29 de janeiro. 

Ainda em janeiro, a equipe do Morumbi faz a sua estreia no Campeonato Paulista. A primeira rodada do estadual deve acontecer no dia 20, sendo que o Tricolor está no Grupo D ao lado de Oeste, Ituano e Botafogo.

O São Paulo já chegou a participar da Pré-Libertadores. Em 2016, o Tricolor disputou a fase contra os peruanos do César Vallejo e teve dificuldade para obter a vaga. Na ocasião, a equipe, então comandada pelo argentino Edgardo Bauza, empatou por 1 a 1 fora de casa e ganhou por 1 a 0 no Pacaembu para se classificar.

Segundo apurou o UOL Esporte, a classificação para a Libertadores é vista também como fator importante para a permanência do técnico Diego Aguirre no clube. Caso o time não garanta uma vaga no torneio, o próprio uruguaio não deve querer renovar o seu vínculo com o clube, que vence no fim deste ano.

Após o empate com o Atlético-PR no último fim de semana, o São Paulo permanece na quarta posição do Campeonato Brasileiro com 53 pontos, nove a menos do que o líder Palmeiras. O quinto colocado Grêmio está apenas um ponto atrás do Tricolor paulista. Os quatro mais bem classificados do nacional garantem vaga no torneio continental.

Esporte