PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Técnico pede dignidade ao Paraná após maior jejum da história do Brasileiro

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

22/10/2018 16h23

Derrotado pelo Flamengo por 4 a 0 em casa, o Paraná Clube completou a 16ª partida seguida sem vitórias, um recorde negativo no Brasileirão desde que o formato de pontos corridos foi adotado em 2006. A derrota colocou o Tricolor em situação pior que as de São Caetano (2006) e América-RN (2007), que ficaram 15 jogos sem vitórias. Mais: com 17 pontos e duas vitórias, o Paraná ainda tem a pior campanha da história do Brasileirão, também suplantando o América-RN de 2007, que fez os mesmos 17 pontos, mas com três vitórias.

Por isso, o discurso do estreante técnico Dado Cavalcanti pediu “dignidade” aos jogadores após a nova goleada. “São oito jogos pela dignidade. Iremos fazer para preservar acima de tudo a instituição. É preciso buscar a responsabilidade e ter a visão que é necessário fazer o melhor para finalizar o campeonato com menos dor para o nosso torcedor. É o mínimo que podemos fazer neste momento”, disse o treinador.

O título do Brasileirão ainda passará pelos pés dos jogadores do Paraná, que enfrentarão os outros dois postulantes à taça nas próximas rodadas, os dois jogos com mando de campo paranista. O Palmeiras, na 35ª rodada, e o Internacional, na 38ª.

Esporte