PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Cartões e série decisiva abrem brecha para mudanças no rodízio de Felipão

Pendurado, Luan pode ficar de fora de jogo contra o Ceará - Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Pendurado, Luan pode ficar de fora de jogo contra o Ceará Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

20/10/2018 04h00

O rodízio que Felipão vem implantando desde sua chegada ao Palmeiras pode sofrer alterações para o jogo com o Ceará, neste domingo (21), no Pacaembu. Com duas partidas decisivas pela frente - contra o Boca Juniors, quarta (24), pela semifinal da Libertadores, e diante do terceiro colocado Flamengo, sábado (27), pelo Brasileirão -, o treinador alviverde tem um quebra-cabeça para montar, complicado pelos jogadores suspensos e pendurados do elenco.

A primeira questão é a zaga. Gustavo Gómez, que tem formado com Luan a dupla que atua no Brasileirão, está suspenso para enfrentar o Ceará. Como Luan está pendurado e, se tomar amarelo, ficará fora do jogo contra o Flamengo, Felipão pode inverter as duplas e escalar no domingo Edu Dracena e Antônio Carlos, que até aqui atuaram em todos os jogos da Libertadores. Desta forma, Luan e Gómez provavelmente enfrentariam o Boca na quarta.

Até aqui, nos 21 jogos sob o comando da comissão técnica de Scolari, Dracena e Antônio Carlos fizeram a dupla de zaga em dez jogos, enquanto Luan e Gómez jogaram em outros dez. Em apenas um jogo a dupla foi diferente disso, quando Luan atuou ao lado de Thiago Martins, atualmente emprestado ao futebol japonês. Ainda assim, Felipão tem a opção de "misturar" as duplas contra o Ceará, escalando Luan ao lado de Edu Dracena, por exemplo.

Já na lateral direita, como Mayke também está pendurado e Marcos Rocha segue no departamento médico, a tendência é que jogue Jean. Isso, porém, tira um possível nome para atuar como volante, justamente um setor que tem Thiago Santos suspenso e Bruno Henrique e Moisés pendurados. Felipão, portanto, deve ter que arriscar a escalação de pelo menos um dos dois pendurados para atuar ao lado de Felipe Melo, que volta de suspensão.

Para as funções de armador e pontas, estão pendurados Lucas Lima, Dudu e Willian. Com isso, é provável que jogadores que têm atuado pouco apareçam, como Guerra e Gustavo Scarpa - este último acabou de se recuperar de uma inflamação no calcanhar e não joga há dois meses. Hyoran, que tem sido opção constante pelos lados do campo, também deve sair jogando.

Os únicos setores sem maiores complicações são a lateral esquerda e o comando do ataque. Na defesa, Victor Luís volta de suspensão e deve sair jogando, descansando Diogo Barbosa para enfrentar o Boca Juniors. Já na função de centroavante, a tendência é Deyverson seguir como titular, preservando Borja, que esteve no meio de semana com a seleção colombiana, para a Libertadores, campeonato no qual o camisa 9 é o artilheiro.

Um possível time do Palmeiras, portanto, tem Weverton; Jean, Antônio Carlos, Edu Dracena e Victor Luís; Felipe Melo e Bruno Henrique (Moisés); Gustavo Scarpa, Guerra e Hyoran; Deyverson. Como de costume, Felipão não liberou os treinamentos da semana à imprensa e só vai divulgar a escalação uma hora antes do jogo com o Ceará. A bola começa a rolar a partir das 16h de domingo, no Pacaembu.

Esporte