PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Fla quebrou longo tabu no Independência e tenta repetir dose contra América

Everton Ribeiro e Vinicius Júnior comemoram o gol que encerrou o longo tabu - Pedro Vale/AGIF
Everton Ribeiro e Vinicius Júnior comemoram o gol que encerrou o longo tabu Imagem: Pedro Vale/AGIF

Do UOL, no Rio de Janeiro

26/08/2018 04h00

Em busca do título brasileiro, o Flamengo tem mais um desafio importante neste domingo (26). O Rubro-negro vai ao estádio Independência encarar o América-MG, às 16h (de Brasília), e sabe que a vitória é fundamental na embolada briga pelo topo da tabela.

Ao seu lado, o Flamengo conta com um retrospecto positivo diante do adversário e o fato de ter quebrado um importante tabu no local da partida.

No dia 26 de maio, o Rubro-negro venceu o Atlético-MG, no Independência, por 1 a 0. Foi um triunfo emblemático, já que encerrou o jejum de 65 anos no estádio. A meta é vencer mais uma vez para se manter na briga pelo título e pressionar os concorrentes.

Aliado ao importante feito recente, o Flamengo tem uma longa invencibilidade contra o América-MG. A última derrota foi em 2000 - 2 a 1 para os mineiros, no Maracanã.

Na história, os cariocas só foram derrotados em cinco oportunidades. Venceram 17 partidas e empataram outras seis vezes. Se os dados favoráveis ajudarem, o Flamengo tem boas chances de somar mais três pontos em Belo Horizonte.

“A nossa projeção é chegar na reta final líder ou com a opção do título. É a nossa prioridade. Todos os times ali em cima querem o título. A margem de erro é pequena e o Campeonato Brasileiro exige muito. Os objetivos estão praticamente definidos para cada clube. A responsabilidade só aumenta”, comentou o goleiro Diego Alves.

AMÉRICA-MG X FLAMENGO

Data/hora: 26/08/2018, às 16h (de Brasília)
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Auxiliares: Leirson Peng Martins (RS) e Lúcio Beiersdorf Flor (RS)

América-MG
João Ricardo; Aderlan, Paulão, Matheus Ferraz e Carlinhos; Leandro Donizete, Juninho e Wesley; Gerson Magrão (Renan Oliveira), Marquinhos e Rafael Moura
Técnico: Adilson Batista

Flamengo
Diego Alves; Rodinei, Réver, Léo Duarte e Renê; Cuéllar, Lucas Paquetá, Diego, Everton Ribeiro e Vitinho; Henrique Dourado
Técnico: Maurício Barbieri

Esporte