PUBLICIDADE
Topo

Na luta por vaga no SP após se recuperar de lesão, Rodrigo Caio revê Ceará

Rodrigo Caio durante treino do São Paulo, no CT da Barra Funda - Érico Leonan / saopaulofc.net
Rodrigo Caio durante treino do São Paulo, no CT da Barra Funda Imagem: Érico Leonan / saopaulofc.net

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

25/08/2018 04h00

Os últimos dias foram recheados de nostalgia para Rodrigo Caio. Na segunda-feira (20), o zagueiro comemorou dois anos da conquista da medalha de ouro olímpica. Já neste domingo (26), às 11h, no Morumbi, ele reencontra o Ceará. As lembranças do último jogo com o adversário nordestino, porém, não são as melhores. Em abril, no primeiro turno do nacional, ele deixou o gramado chorando após lesionar o pé esquerdo. Antes cotado para defender o Brasil na Copa do Mundo, ele teve de ser operado, com o bom rendimento dos colegas perdeu o status de titular no Tricolor, e não entrou mais em campo.

"Olha, claro que é algo [o jogo do primeiro turno] que ficou marcado e irei me lembrar, mas confesso que não penso muito nisso. Foi contra o Ceará, mas poderia ter sido contra outra equipe. O que importa é que já estou bem e essa fase serviu de aprendizado", disse Rodrigo Caio, em entrevista ao UOL Esporte.

No jogo deste domingo, é possível que o jogador fique mais uma vez no banco de reservas. Os companheiros Anderson Martins, Arboleda e Bruno Alves se destacaram de maneira positiva nestes últimos meses. Rodrigo Caio, no entanto, vê a concorrência interna de maneira positiva.

"É ótima [a disputa por posição], porque isso motiva todos os jogadores. Você sabe que o seu companheiro tem qualidade e qualquer um pode ser titular, então você precisa demonstrar que tem condições de jogar treinando bem a cada dia. E o mais importante é que faz você subir o nível tanto nos treinos quanto nos jogos. Isso é bom para os atletas e o maior beneficiado é o São Paulo."

Confira abaixo os principais trechos da conversa com Rodrigo Caio:

Janela de transferência

Para falar a verdade eu nem pensei muito nisso. O meu único foco nesse período foi fazer tudo o que o pessoal do departamento médico me pedia para voltar bem preparado e o quanto antes. Meu único objetivo é atuar novamente e ajudar o São Paulo e brigar por esse título Brasileiro.

Nota da redação: Rodrigo Caio é alvo de interesse de clubes estrangeiros nos últimos anos e teve de sondagem do Lyon (França) nesta janela de transferência.

Período de recuperação

Recuperar de lesão nunca é fácil. Você acaba trabalhando até mais porque treina em dois períodos todos os dias. No meu caso, eu ainda fazia três períodos ou mais sessões, porque realizava alguns exercícios em casa, sempre com a supervisão do pessoal do São Paulo. Mas essa fase já passou, estou totalmente recuperado e me sentindo muito bem. O lado positivo é que, quando você fica um tempo parado para recuperar uma lesão, acaba fortalecendo e equilibrando toda a musculatura do corpo e volta bem preparado.

Momento do São Paulo

É muito bom. O clube passou por alguns anos complicados e, agora, as coisas estão acontecendo de forma positiva novamente. O São Paulo sempre foi gigante e precisa estar brigando por títulos. É isso o que todos queremos, jogadores, comissão técnica, diretoria e torcida.

Melhor fase que viveu no clube?

O time está muito bem. Acredito que seja um dos melhores momentos, sem dúvida, mas também tiveram outros. Em 2012, por exemplo, a equipe era bem forte e conquistamos a Sul-Americana. Em 2014, nosso time também era muito bom e lutamos pelo título Brasileiro até o fim. Já em 2016, chegamos à semifinal da Libertadores e não passamos por alguns detalhes.

Ouro Olímpico

Olha, confesso que a medalha de ouro me marcou demais. Não só a mim, mas a cada um dos atletas e da comissão técnica daquele grupo. Se você analisar a história, muitos ídolos do nosso futebol tiveram a oportunidade de conquistar e não conseguiram. Isso prova o grau de dificuldade de ser campeão olímpico. Era um título que todos cobravam muito e nós conseguimos, ainda mais no Brasil, na nossa casa, o que torna a conquista ainda mais especial. Espero que agora a gente ganhe mais vezes. Guardarei aquele momento para sempre na minha memória.

Esporte