PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Loss destaca união de jogadores do Corinthians após vitória sobre o Paraná

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

25/08/2018 21h45

O Corinthians tirou parte da pressão que carregava ao voltar a vencer após quatro partidas no Campeonato Brasileiro. Neste sábado (25) à noite, em casa, o Alvinegro derrotou o Paraná, por 1 a 0, com gol de Henrique, ainda no primeiro tempo. O resultado positivo dá moral para Osmar Loss, que era pressionado antes da decisão na Copa Libertadores. 

"Neste momento em que a gente estava com a necessidade do resultado, a entrega dos jogadores foi o mais importante. É claro que a gente sempre quer um jogo maravilhoso, mas precisávamos do resultado. A melhora do desempenho é também fruto do trabalho defensivo [de marcação] dos nossos atacantes, isso é importante de ser ressaltado", afirmou Loss, que recebeu o abraço dos pupilos após o gol de Henrique.

"Acho que eles foram na direção do banco de reservas, temos um grupo muito fechado. Essa imagem [da comemoração do gol] representa o nosso grupo. Sabemos que estamos em momento difícil, de oscilação e mudanças. mas temos um elo entre jogadores e comissão. É uma imagem que vai para fora para acabar com boatos", completou o treinador.

Com mais moral, os paulistas vão definir o seu futuro agora na competição continental. No primeiro duelo do mata-mata das oitavas de final com o Colo-Colo, no Chile, o time brasileiro perdeu por 1 a 0, e por isso precisa ganhar para garantir a classificação. Na decisão, Loss poderá contar com Romero, que cumpriu suspensão neste sábado por causa de expulsão no duelo com o Fluminense e foi substituído por Roger.

"O Roger teve uma função muito importante, de pressionar zagueiros, na última linha do Paraná. Vai a importância dele nesse sentido. Quarta-feira deve voltar o Romero", disse Loss.

"Acho importantíssimo que a gente ganhe confiança, porque na quarta precisamos devolver o placar para levar aos pênaltis. Tudo isso vem para fortalecer", completou o treinador.  

Por outro lado, o treinador ainda não sabe se poderá contar com Cássio no jogo de quarta-feira. Neste sábado, o goleiro sentiu dores e precisou ser substituído. "Estamos sem informação ainda. Esperamos a segunda-feira para o departamento médico se pronunciar. Tivemos a prudência para evitar que algo pudesse se agravar", explicou Loss. 

A pressão sobre o Corinthians era tanta, que até mesmo a principal organizada alvinegra, Gaviões da Fiel, teve uma reunião com integrantes do time e dirigentes neste sábado. "Em relação à visita, isso é coisa de praxe, que aconteceu em outras oportunidades. Foi fantástica a postura da torcida no estádio, eles nos apoiaram o tempo todo. Eles foram lá para reforçar o apoio que tem na gente", disse Osmar.

Esporte