PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Após queixa de Renato, Mano sugere que treinador "cuide da própria casa"

Do UOL, em Belo Horizonte

23/08/2018 09h24

Entre outros motivos, como o pênalti perdido de Luan e o primeiro tempo aquém do esperado, no empate do Grêmio por 1 a 1 com o Cruzeiro, Renato Gaúcho reclamou da postura dos adversários quando visitam o Tricolor e se comportam de maneira muito fechada dentro de campo. Também em sua coletiva de imprensa, Mano Menezes não deixou barato e respondeu o companheiro de profissão e sugeriu que cuide da sua própria casa.

"Eu não penso nada sobre isso. Às vezes, quando a gente não consegue solucionar os problemas dentro da casa da gente, a gente começa a atirar na casa dos outros. Cada um escolhe o jeito que quer jogar. A última vez que o Renato se referiu a um adversário, olha o que virou. Então é bom ele cuidar da sua casa e deixar os outros cuidarem das suas. É melhor", rebateu o treinador do Cruzeiro.

Na Arena do Grêmio, o Cruzeiro entrou com um time alternativo e priorizou a forte marcação no meio-campo, formado com Lucas Romero, Ariel Cabral e Bruno Silva, autor do gol celeste. O setor foi bastante combativo e teve sucesso em muitos momentos do jogo, apesar da maior posse dos anfitriões. No segundo tempo, a Raposa não conseguiu superar a pressão e acabou sofrendo o gol de Everton. Mano Menezes ainda contou com a ajuda do paredão Fábio, que defendeu o quarto pênalti seguido (na cobrança de Luan) e evitou a derrota no sul do país.

"Não é a minha preferência trabalhar só no contra-ataque. Eu gosto de produzir mais. Às vezes, conseguimos, em outras não. Quando alguém faz isso muito bem, você tem que ter saídas rápidas de contra-ataque", encerrou.

Esporte