PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Inter de Odair supera time de Tite, mas usa Corinthians de exemplo

Ricardo Duarte/SC Inter
Imagem: Ricardo Duarte/SC Inter

Do UOL, em Porto Alegre

20/08/2018 04h00

O Internacional de Odair Hellmann superou o Colorado de Tite. Com 38 pontos, o time atual do clube gaúcho fechou o primeiro turno do Brasileirão com pontuação maior do que a campanha de 2009, quando o atual treinador da seleção brasileira trabalhava no estádio Beira-Rio. A façanha vem acompanhada de novos desafios, e para encarar o cenário a partir de agora o Corinthians é citado como exemplo.

Em 2017, o Corinthians fechou o primeiro turno com 47 pontos e 82% de aproveitamento. Na segunda parte do campeonato, porém, o time treinado por Fábio Carille somou apenas 25 pontos. Essa queda é que gera alerta no Inter.

"Eu pesquisei sobre o segundo turno, não falei por falar. Poucas equipes somam o mesmo número de pontos e poucas equipes dão o chamado tirão com muitos pontos. Os jogos ganham uma dificuldade e concentração maior. O Corinthians fez 47 pontos no primeiro turno e 25 pontos no segundo. É muita diferença. O que significa? O Corinthians caiu? Caiu um pouco, mas os outros cresceram. Temos 10 jogos em casa e 8 são clássicos. Estamos fortes, mas falta muita coisa ainda", disse Odair Hellmann.

Para o Internacional, além da oscilação de aproveitamento pelo contexto, também surgem outros dois pontos a serem superados. A notoriedade do time e suas ideias, mas ao mesmo tempo o lado psicológico de uma equipe que cresceu e superou os planos iniciais.

"A gente fez uma grande primeiro turno, construiu uma boa campanha, mas agora é ter humildade. Ter calma. Ir jogo a jogo, como é o nosso lema. Ir passo a passo", comentou Rodrigo Moledo, zagueiro do Inter. "A liderança a gente quer na última rodada, estar lá e levantar o caneco", completou Camilo, autor do gol da vitória em cima do Paraná.

Número histórico

Em 2009, o Inter de Tite conseguiu 11 vitórias, quatro empates e quatro derrotas no primeiro turno do Campeonato Brasileiro e atingiu a marca de 37 pontos em 19 rodadas. O feito se tornou símbolo de um time que empilhou vitórias e até goleadas no semestre.

Tite, no entanto, foi demitido na segunda metade do ano, Mário Sérgio assumiu o cargo e o time gaúcho fechou o returno com 28 pontos. O Flamengo, de ascensão fulminante, ficou com o título do Brasileirão naquele ano.

Agora, com Odair Hellmann, o Internacional fechou o primeiro turno com 11 vitórias, cinco empates e apenas três derrotas. A vantagem do time atual em relação ao de nove anos atrás está na agenda. Eliminado da Copa do Brasil, o Colorado joga apenas o Brasileirão. Em 2009, Tite comandava uma equipe que chegou à final do torneio e ainda disputou a Recopa e Suruga.

O Internacional volta a campo na quarta-feira, quando visita o Bahia. No domingo, recebe o Palmeiras em Porto Alegre.

Esporte