PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Vice do Inter rechaça nova data para Gre-Nal": "Esperneiem como quiser"

Roberto Melo, vice de futebol do Internacional, ironizou ideia de remarcar jogos  - Ricardo Duarte/Inter
Roberto Melo, vice de futebol do Internacional, ironizou ideia de remarcar jogos Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Do UOL, em Porto Alegre

19/08/2018 16h43

O Internacional não quer saber de adiamento na data do Gre-Nal válido pela 24ª rodada do Brasileirão. Um dia depois de o Grêmio sugerir pedido coletivo de clubes prejudicados por seleções e suas convocações em virtude da data Fifa, Roberto Melo, vice de futebol do Colorado, ironizou a demanda. E ainda disse que existem muitos times preocupados com o Inter e sua boa campanha no primeiro turno do campeonato.

O Gre-Nal está marcado para 9 de setembro, 16h (Brasília), no estádio Beira-Rio.

"Na realidade, desejo nem comentar sobre isso. Não tem o menor fundamento. Quem sabe as pessoas possam sugerir que a Fifa mude suas datas. Isso (times prejudicados por convocações) sempre aconteceu no Campeonato Brasileiro, o Inter já jogou uma final de Copa do Brasil (em 2009) sem dois jogadores que foram esquentar o banco da seleção brasileira. Tem muita gente preocupada com o Inter, citando o Inter. Mas nós vamos pensar em nós, vamos seguir trabalhando. Estamos preocupados com a gente. As outras equipes que façam seu trabalho e esperneiem como quiser", disse Melo.

A ideia do Grêmio foi revelada após a vitória em cima do corinthians, no sábado, em São Paulo. De acordo com Romildo Bolzan Jr., presidente do Tricolor, haverá uma conversa com Cruzeiro, Flamengo e demais clubes brasileiros que tiveram jogadores convocados. O plano é pedir equilíbrio técnico à CBF e transferir jogos da 23ª e 24ª rodada do Brasileirão.

O Grêmio se sente prejudicado por ter dois jogadores fora dos jogos do Campeonato Brasileiro. Walter Kannemann foi chamado pela seleção argentina e Everton apareceu na lista de Tite.

"Não é o Gre-Nal em si, há o jogo com o Santos. E há dúvida se o jogo será no Pacaembu ou Vila Belmiro. Vou levar sugestão cujo o raciocínio é pelo equilíbrio técnico. Não queremos prejuízo. Seria razoável que os clubes tivessem isso. Apenas esses clubes não jogariam. É pelo equilíbrio do campeonato", citou Bolzan.

O Inter fechou a primeira parte do Campeonato Brasileiro com 38 pontos. O Grêmio somou 36 pontos após 19 rodadas do primeiro turno.

"Tem mais gente preocupada com o Inter, fora do Beira-Rio. Isso é bom, por um lado, porque mostra que a gente está no caminho certo. Mostra que estão preocupados com nosso trabalho", reiterou Roberto Melo, vice de futebol do Inter.

Esporte