PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Thiago Larghi ignora estatísticas e diz que Atlético foi bem contra o Bahia

Do UOL, em Belo Horizonte

30/07/2018 23h04

O empate em 2 a 2 com o Bahia teve saber dupla de derrota para a torcida do Atlético-MG. Além de o time sofrer o gol de empate aos 48 minutos do segundo tempo, o jogo era contra um adversário que está na parte de baixo da tabela. Oportunidade para se manter perto dos líderes Flamengo e São Paulo que não foi aproveitada.

Foi o duelo do quarto colocado contra o 16º. E foi o Galo que esteve duas vezes em vantagem no placar, o que não traduz muito bem o que foi a partida. O Bahia foi superior em praticamente todas as estatísticas. Foi quem teve mais posse de bola (556% x 44%), foi quem finalizou mais (19 x 4), foi quem trocou mais passes (452 x 315), foi quem cruzou mais bolas na área (41 x 7) e foi quem teve mais escanteios (6 x 3). O Atlético desarmou mais vezes (17 x 7), de acordo com os números do Footstats.

Apesar de as estatísticas apontarem para uma supremacia do Bahia, o técnico Thiago Larghi se mostrou satisfeito com o que viu em campo. Na avaliação do treinador, o Galo foi bem na Fonte Nova.

“Foi uma grande partida, o time foi bastante consciente. É uma equipe em reformulação e que ainda está se entrosando. Um gol deles foi em impedimento e outro no finalzinho. O resultado foi positivo. Temos força, uma equipe forte e que pode fazer um bom segundo semestre”, analisou o treinador atleticano, que elogiou seu time mais de uma vez.

“A gente teve a possibilidade de ótimos contra-ataques, como foi do segundo gol. Temos de corrigir algumas falhas, mas o importante é foi uma grande partida e a equipe se portou bem”.

O ponto conquistado faz o Atlético terminar a rodada na quarta colocação. O time mineiro era o terceiro, mas foi superado pelo Internacional, próximo adversário do Galo. Mesmo assim, Thiago Larghi não viu pontos negativos no resultado em Salvador.

“Apesar de tudo a gente soma um ponto e sobe uma posição. A quarta colocação mostra que fazemos um bom trabalho, mas queremos mais coisas, queremos buscar resultados melhores, pois a gente sabe que pode”.

Esporte