PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Corinthians tem missão para embalar: diminuir fragilidade fora de casa

Osmar Loss também luta por estabilidade, pois soma 46% de aproveitamento no clube - Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians
Osmar Loss também luta por estabilidade, pois soma 46% de aproveitamento no clube Imagem: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

28/07/2018 18h00

Oitavo colocado do Campeonato Brasileiro após 15 rodadas, o Corinthians vem de vitória sobre o Cruzeiro e mesmo assim não consegue se estabelecer na zona de classificação para a Copa Libertadores, entre os melhores do torneio. O grande problema do time dirigido por Osmar Loss é o desempenho nas partidas como visitante: uma vitória, um empate e cinco derrotas nos desafios até agora, campanha inferior a 20% de aproveitamento. Estancar a fragilidade fora de casa pode ser o ponto de virada da equipe, que terá uma nova chance de mudar a história neste domingo, às 11h, contra o Vasco.

Hoje, o Corinthians é o oitavo pior visitante do Brasileirão, à frente somente de Vasco, Atlético-PR, Chapecoense, Ceará, Paraná, América-MG e Bahia. Foram nove gols sofridos e sete marcados nestas sete partidas, sendo quatro na única vitória, que foi de goleada contra o Paraná. Em casa, por outro lado, o Corinthians sofreu só três gols em oito exibições e anotou mais dez. É a prova: melhorar o rendimento como visitante pode colocar o time no topo da tabela de classificação.

Um elemento que pode pesar a favor do Corinthians nesta rodada é o local do jogo. Em vez de São Januário, o Vasco exercerá seu mando no estádio Mané Garrincha, em Brasília. É praticamente um campo neutro. Segundo dados da Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal (PDAD/DF) de 2014, o Corinthians é dono da terceira maior torcida da capital do país, atrás somente do Flamengo e do próprio Vasco.

Corinthians x Paraná - Jason Silva/AGIF - Jason Silva/AGIF
Goleada por 4 a 0 sobre o Paraná foi a única vitória do Corinthians fora de casa
Imagem: Jason Silva/AGIF

A promessa, então, é de bom público. O Corinthians já jogou duas vezes no estádio reinaugurado: empate em 1 a 1 com o Vasco em 2013 e derrota por 1 a 0 para o Fluminense em 2016.

Da mesma maneira que sua equipe no Campeonato Brasileiro, o técnico Osmar Loss luta por estabilidade no comando do Corinthians. Ele soma 13 jogos desde a efetivação, com cinco vitórias, três empates e cinco derrotas, aproveitamento de 46% dos pontos. Subir na tabela pode dar confiança também nas competições de mata-mata que o Corinthians retoma a partir da próxima semana: tem Chapecoense na quarta, pela Copa do Brasil, e na semana seguinte tem Colo Colo, pela ida das oitavas de final da Libertadores.

Contra o Vasco, Loss não contará com cinco jogadores por lesão: Mantuan, Ralf, Renê Júnior, Roger e Jonathas. A ausência dos dois centroavantes forçou uma mudança no esquema tático, do 4-2-3-1 ao 4-2-4, com a entrada de Pedrinho como titular e aposta na versatilidade de Romero, que pode ser deslocado para atuar como centroavante - no segundo tempo da vitória por 2 a 0 sobre o Cruzeiro, na quarta-feira, foi assim que o paraguaio marcou dois gols aproveitando rebotes. Em relação ao time da última rodada ainda há outra mudança, com a volta de Pedro Henrique de lesão para a vaga de Léo Santos.

"Vai ser importante a gente retomar essa vitória fora de casa, a última foi contra o Paraná. Mas vai ser um jogo muito difícil para nós, porque o Vasco tem jogadores fortes, vai ser um jogo difícil por causa do horário também, porque é complicado jogar às 11h", enumerou o atacante Romero, uma das esperanças corintianas para diminuir a fragilidade do time fora de casa.

FICHA TÉCNICA
VASCO X CORINTHIANS


Local: Mané Garrincha, Brasília (DF)
Data: 29 de julho de 2018 (domingo)
Hora: 11h (horário de Brasília)
Árbitro: Dewson Freitas da Silva (PA)
Auxiliares: Helcio Araújo Neves (PA) e Heronildo Freitas da Silva (PA)

VASCO: Martín Silva, Luiz Gustavo, Breno, Ricardo e Ramon; Desábato e Andrey; Yago Pikachu, Wagner e Kelvin; Andrés Rios. Técnico: Jorginho

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Henrique e Danilo Avelar; Gabriel e Douglas; Pedrinho, Jadson, Clayson e Romero. Técnico: Osmar Loss

Esporte