PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Em meio à festa por vitória, Loss pede: "Que não saia mais ninguém"

Do UOL, em São Paulo

26/07/2018 00h19

O Corinthians superou a "ressaca" da derrota no clássico contra o São Paulo do último fim de semana e venceu bem o Cruzeiro nesta quarta-feira, por 2 a 0. Em oitavo lugar na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, o técnico Osmar Loss aliviou a pressão que rondava seu início de trabalho no clube e festejou o fato de seu time conseguir executar boas trocas de passe e manter a posse de bola ao longo da partida, o que permitiu a Romero marcar dois gols. Apesar do clima positivo por conta do bom resultado, o treinador respondeu questionamentos sobre as saídas de jogadores.

Desde a pausa da Copa do Mundo, quatro titulares foram negociados: Balbuena (West Ham), Sidcley (Dinamo de Kiev), Maycon (Shaktar Donetsk) e Rodriguinho (Pyramids). De acordo com o técnico do Corinthians, a debandada é um assunto discutido com a diretoria e a ideia é que mais nenhum jogador deixe o clube no decorrer da temporada.

"Conversamos sobre tudo dentro do Corinthians, tenho uma relação muito boa com a diretoria, mas isso não decorre do treinador. É uma série de questões, a própria direção já falou. Se vier uma proposta, às vezes o próprio jogador decide. Esperamos que não saia mais ninguém, e vamos nos esforçar para isso. Mas se vai acontecer ou não, só o tempo vai dizer", disse o treinador, que prevê problemas para escalar o time nas três competições em disputa.

"Se torna mais complicado o trabalho. A gente tinha um elenco que diziam que era inchado, mas nos dava suporte para fazer variações. Agora estamos com elenco até enxuto. Para você ter uma ideia, só três jogadores em condições não estavam relacionados. Torna a tarefa mais difícil."

Osmar Loss, técnico do Corinthians  - Daniel Vorley/AGIF - Daniel Vorley/AGIF
Imagem: Daniel Vorley/AGIF

Osmar Loss aprovou o desempenho do Corinthians, que marcou aos 16 e 34 minutos do segundo tempo, etapa em que teve ampla superioridade em relação ao Cruzeiro. "Gostei da aproximação da equipe, conseguimos triangular e manter a posse de bola, fazendo o mesmo tipo de jogo que o Cruzeiro estava fazendo e sendo superior. Temos que manter esses resultados, continuar vencendo. À medida que a equipe for jogando, vai evoluir naturalmente", disse o técnico, questionado também sobre a reunião com torcidas organizadas realizada pelo clube na véspera da partida.

"Confesso que eu nem sabia que tinha isso. A torcida do Corinthians é extremamente atuante, nos ajudou demais, esteve do nosso lado. O Andrés sabe muito bem tratar dessas situações, hoje não interferiu em nada. Acredito que não vai refletir, isso me parece uma coisa até normal, nos anos que estou no Corinthians a diretoria se encontrou outras vezes com as torcidas."

Esporte