PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Contra o Paraná, Galo terá ataque que só atuou junto por menos de 10 min

David Terans vai ter a primeira chance como titular do Atlético-MG - Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro
David Terans vai ter a primeira chance como titular do Atlético-MG Imagem: Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

25/07/2018 04h00

As muitas mudanças no elenco do Atlético-MG durante a Copa do Mundo vão causar uma situação inusitada nesta quarta-feira, contra o Paraná, às 21h, no Independência, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. O ataque atleticano será formado por Tomás Andrade, David Terans, Yimmi Chará e Ricardo Oliveira. Juntos, eles atuaram por menos de dez minutos.

E foi no jogo anterior, na derrota para o Palmeiras. Chará e Oliveira foram titulares no Allianz Parque. Terans e Andrade entraram durante o segundo tempo, aos 23 e 43 minutos, respectivamente. Como a partida foi até o minuto 51 da etapa final, o quarteto ficou junto em campo por oito minutos apenas.

É uma formação que nem sequer foi utilizada nos treinos durante a parada da Copa do Mundo. Nesse período, o técnico Thiago Larghi ainda contava com Róger Guedes, negociado com o futebol chinês menos de uma semana antes do retorno do Brasileirão. Outra mudança é em função da suspensão de Luan, que não pode enfrentar o Paraná.

O desafio deste novo quarteto, que treinou apenas uma vez junto, nesta terça-feira, na véspera do confronto com o Paraná, é recolocar o Galo no caminho das vitórias. As duas derrotas seguidas, para Grêmio e Palmeiras, derrubaram o time alvinegro da vice-liderança para a quinta colocação.

Mesmo com muitas trocas no elenco, o Atlético se mantém como o ataque mais positivo do Campeonato Brasileiro. São 26 gols, três a mais do que o Flamengo, que é o líder da competição. Os números são melhores ainda no Independência. Em oito partidas na capital mineira o Galo só não marcou uma vez. Foram 17 gols marcados, média superior a dois por jogo.

Reecontro com Micale

Rogério Micale, Atlético-MG - Bruno Cantini/Atlético-MG - Bruno Cantini/Atlético-MG
Rogério Micale comandou o Atlético em 12 jogos em 2017, com cinco derrotas, quatro vitórias e três empates
Imagem: Bruno Cantini/Atlético-MG

O duelo com o Paraná marca também o reencontro do Atlético com o técnico Rogério Micale. O treinador trabalhou durante muitos anos na Cidade do Galo, na equipe sub-20 do clube mineiro. Atualmente no Paraná, ele teve uma passagem muito ruim na equipe profissional. Foram somente dois meses, mas o suficiente para ser eliminado na Copa do Brasil e na Copa Libertadores.

“É um treinador que conhece o Galo e vai se preparar para conter nosso ímpeto dentro do Independência. Então, vamos ter que superar tudo isso e surpreendê-lo. Mesmo ele sabendo do que pode acontecer, podemos surpreendê-lo, jogando bem, como foi no último jogo, onde jogamos bem, apesar da derrota. Então, é evoluir esse padrão e pressionar a equipe do Paraná para a gente sair com a vitória”, comentou o zagueiro Leonardo Silva.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG X PARANÁ

Data: 25 de julho de 2018, quarta-feira
Horário: 21h (de Brasília)
Motivo: 15ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Jorge Eduardo Bernardi e Mauricio Coelho Silva Penna (Ambos RS)

ATLÉTICO-MG: Victor, Patric, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; José Welison, Elias e Tomás Andrade; David Terans, Yimmi Chará; Ricardo Oliveira.
Técnico: Thiago Larghi.

PARANÁ: Thiago Rodrigues, Júnior, Cléber Reis, Igor e Mansur; Leandro Vilela, Caio Henrique e Nadson; Silvinho, Rodolfo e Léo Itaperuna.
Técnico: Rogério Micale.

Esporte