PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Atlético-MG acelera volta de Léo Silva enquanto busca por um novo zagueiro

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

23/07/2018 04h00

São 22 gols sofridos em 14 partidas do Campeonato Brasileiro. Depois da Copa do Mundo foram cinco gols, nas derrotas para Grêmio, por 2 a 0, e Palmeiras, por 3 a 2, o que faz do Atlético-MG o time que mais levou gols nas rodadas disputadas depois do Mundial. Números que só aumentam a cobrança da torcida pela contratação de um novo zagueiro. Enquanto o nome pedido pelo técnico Thiago Larghi não chega, o Galo trabalha para o retorno de Léo Silva.

O capitão do Atlético teve uma lesão muscular na coxa direta na goleada por 5 a 2 sobre o Fluminense, pela 11ª rodada do Brasileirão. Sem atuar desde o dia 10 de junho, o experiente zagueiro de 39 anos é aguardado por Thiago Larghi para o confronto desta quarta-feira, contra o Paraná, no Independência, pela 15ª rodada.

“Espero que o Léo Silva já possa voltar na próxima partida. É um líder em campo, tecnicamente é excelente, ídolo da torcida. A gente espera contar com ele”, disse o técnico Thiago Larghi.

A pressa para contar com Leonardo Silva se explica pelos péssimos números defensivos do Atlético. Com tantos gols sofridos, a comissão técnica do clube já diagnosticou a falta de confiança de alguns jogadores da posição. O retorno de Leonardo Silva é visto como algo para dar tranquilidade ao time.

No entanto, o desejo mesmo de Thiago Larghi é pela chegada de um novo defensor. O treinador já revelou em entrevistas que esperar receber um jogador pronto para chegar e jogar. No entendimento do comandante atleticano, a falta de experiência tem colaborado para o desempenho abaixo do sistema defensivo atleticana.

Com exceção de Leonardo Silva, os demais zagueiros do Galo têm 23 anos ou menos. Entre os nomes já procurados pela diretoria atleticana está o de Maurício. O defensor de 29 anos foi revelado pelo Palmeiras e tem mais um ano de contrato com a Lazio, da Itália.

Esporte