PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Andrés nega desmanche no Corinthians, mas admite possíveis novas saídas

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo

22/07/2018 00h04

Atual presidente do Corinthians, Andrés Sanchez negou que o clube venha sofrendo um desmanche de seu elenco. A declaração foi dada na zona mista após a derrota por 3 a 1 para o São Paulo, no Morumbi, já com a confirmação da saída de Rodriguinho para o futebol do Egito.

Andrés Sanchez discordou do questionamento de um repórter sobre o 'desmanche' sofrido pelo clube. "Qual desmanche? Quais jogadores? Balbuena e Rodriguinho... Infelizmente é a realidade do futebol, com o dólar a 4 reais é isso", declarou o presidente corintiano.

Além dos citados Balbuena e Rodriguinho, o Corinthians também perdeu Maycon (para o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia), que deixou o clube após a pausa do Brasileiro para a Copa do Mundo. E de acordo com Andrés, mais jogadores ainda podem deixar a equipe.

"A janela [de transferências] vai até 31 de agosto. Não queremos mais vender ninguém, mas estamos recebendo propostas. Teve proposta pelo Mateus Vital, não aceitamos. Uma foi do Shakhtar Donetsk", revelou.

De acordo com o presidente alvinegro, o clube não 'brigará' para segurar jogadores que querem deixar o Corinthians - como foi o caso de Rodriguinho.

"O Corinthians não vai segurar jogador que não quer ficar. Esforço a gente vai fazer [para repor as peças]. Estamos olhando o mercado e, quando tivermos a oportunidade, vamos contratar", disse Andrés, para depois falar sobre a negociação por Rodriguinho.

"Já tínhamos recusado duas propostas por ele, mas nessa o jogador deu o aceite e acertamos a venda. Recebemos a proposta hoje de manhã", completou Andrés, revelando ainda que o Corinthians ficará com 4 milhões de dólares pela venda do meia.

Esporte