PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Pedro alcança média de um gol a cada dois jogos no Fluminense em 2018

Do UOL, no Rio de Janeiro

20/07/2018 04h00

O garoto Pedro é o nome do Fluminense na temporada. Em um clube que atravessa graves problemas financeiros, o camisa 9 tem sido o alento da apaixonada torcida. Foi assim novamente no empate com o Vasco por 1 a 1, na última quinta-feira (19), em São Januário. Responsável pelo gol aos 44min do segundo tempo, o atacante alcançou a média de um tento a cada dois jogos pelo Tricolor em 2018.

Já são 15 bolas na rede em 30 partidas oficiais na temporada. A marca é importante e digna de grandes goleadores do futebol mundial. Aos 21 anos, Pedro passou, no máximo, duas apresentações consecutivas sem marcar desde o final de fevereiro.

São cinco meses de um "poder de fogo" que empolgou os tricolores. No ano passado, ele disputou 35 jogos e fez sete gols. Pedro é só alegria com a performance e, claro, aparece cada vez mais como a maior esperança de vitória nas partidas.

“Trabalhamos o Pedro para tocar na bola só para escorar e ficar mais dentro da área. É um artilheiro nato e nos ajudará muito”, afirmou o técnico Marcelo Oliveira.

Obviamente, a sequência de gols atrai olhares de clubes com maior poderio financeiro no exterior. Com a sombra da janela de transferências, o torcedor tricolor sofre apenas com a hipótese de perdê-lo. No entanto, o artilheiro se mostra concentrado no Fluminense.

“Estou super tranquilo. Não chegou nada e também não estou preocupado com isso. Deixo para os meus empresários resolverem. Estou focado no Fluminense. Espero dar o meu melhor com essa camisa”, encerrou.

Esporte