PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Jorginho lamenta xingamento em 4º jogo no Vasco: "Vida de treinador"

19/07/2018 23h11

A segunda passagem de Jorginho pelo Vasco tem sido bastante intensa. Após um bom início no comando da equipe, o treinador viu o time vacilar nesta quinta-feira e ceder empate por 1 a 1 para o Fluminense já no fim do duelo. Ao deixar o gramado, foi xingado de “burro” por parte da torcida.

O apupo vem poucos dias após ele e todos os jogadores serem ovacionados por ter vencido o Bahia na Copa do Brasil. Jorginho levou a situação com tranquilidade e mostrou estar conformado com essa particularidade do futebol.

“Respeito muito o nosso torcedor. Essa é a vida do treinador, relacionamento de ódio e paixão de um jogo para o outro. É normal quando a torcida quer um jogador, mas não achamos que é o momento", disse o treinador.

Os xingamentos se deram porque o treinador tirou o único atacante do time assim que levou o gol de empate do Fluminense – trocou Rios por Bruno Silva, um volante. A torcida esperava mais ofensividade, mas Jorginho optou por povoar o meio de campo. Ele explica.

“Precisávamos de alguém para chutar de fora da área. Se tivéssemos um pouco mais de calma no lance do Ríos, em que pressionamos a saída de bola deles, sabíamos que gostavam de sair jogando, poderíamos ter marcado o segundo", justificou.

Com o empate, o Vasco chega aos 16 pontos e se mantém a 10ª posição – tem um jogo a menos (enfrentará o Santos). O Cruzmaltino volta a campo no domingo, quando receberá o Grêmio, novamente em São Januário.

Esporte