PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Elogiado, L. Lima desconversa sobre provocação a santistas e lamenta cartão

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

19/07/2018 23h36

O meia Lucas Lima ficou indignado com o cartão amarelo recebido pela sua comemoração ao marcar o gol do Palmeiras no empate por 1 a 1 com o Santos, nesta quinta-feira (19), no Pacaembu. Após abrir o placar aos 6 minutos, o jogador correu em direção à arquibancada e mostrou o número na camisa para os torcedores de seu ex-clube. Mas negou que isso tenha sido uma forma de provocar.

"Eu comemorei porque é um gol importante para mim, um jogo importante para nosso time, um clássico. No gol, você vibra. Ele (árbitro) me deu cartão, mas vou comemorar onde? É torcida única, só se eu sair do estádio", disse o atleta no intervalo da partida.

Mesmo bastante xingado pela torcida santista no Pacaembu, Lucas Lima não se omitiu. O gol, aliás, foi um reflexo da insistência de Roger para que ele seja um jogador mais agressivo e não desista da jogada após dar o passe: ele aproveitou o espaço vazio na área do Santos, infiltrou, recebeu de Willian e bateu colocado no canto.

O cartão, porém, foi o terceiro de Lucas Lima, que agora está fora do jogo de domingo (22) contra o Atlético-MG, no Allianz Parque. A tendência é que Moisés, habitual titular e que estava suspenso contra o Santos, reassuma a posição. É uma chance desperdiçada para Lucas, que teve uma de suas melhores atuações pelo Palmeiras e foi bastante elogiado pelo técnico Roger Machado.

"O Lucas fez um baita jogo hoje. Correu muito, deu ritmo ao time, pisou na área, o que a gente sempre cobra. Fez ações de intensidade, é o Lucas que a gente gostaria de ver. Ele está suspenso, mas o que a gente quer é o Lucas em alto nível, estando entre os 11 iniciais ou não", disse Roger.

Esporte