PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Diniz vê Atlético-PR em evolução e reconhece desgaste apesar de pouco jogar

Fernando Diniz comandou o Atlético em 9 partidas desde janeiro - Reprodução/YouTube
Fernando Diniz comandou o Atlético em 9 partidas desde janeiro Imagem: Reprodução/YouTube

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

23/04/2018 12h32

O técnico Fernando Diniz completou nesta segunda-feira (23) 110 dias à frente do Atlético Paranaense. No período, disputou com sua equipe principal apenas nove partidas, com 4 vitórias e 5 empates – o clube foi campeão paranaense comandado por Tiago Nunes, com um elenco alternativo. Elogiado até pelos adversários pelas apresentações recentes, Diniz foi cauteloso ao analisar o momento da equipe.

“A gente não passou em cima de ninguém. A gente teve um jogo muito bom com o Newell’s (da Argentina, 3 a 0 pela Copa Sul-Americana), é verdade, mas em outros jogos a gente teve dificuldades, a equipe está num processo de evolução, e hoje foi uma partida em que a gente sofreu um pouco mais para conseguir o empate”, disse o treinador ainda em coletiva na Arena Grêmio, após o 0 a 0 contra o Tricolor Gaúcho.

Diniz voltou a falar sobre a opção do clube em jogar poucas partidas com o elenco principal, abrindo mão do estadual, que custou ritmo de jogo à equipe. “O principal treino é o próprio jogo. O meu trabalho é muito trabalho intenso, trabalho tático, e o principal, que é o estabelecimento de boas relações com os jogadores para criar um grande ambiente em que o trabalho flua”, contou, para depois falar sobre o desempenho físico do elenco que menos jogou entre os times da Série A do Brasileiro.

“Se fosse assim, você pega um time seis meses seguidos e pega um time e põe pra jogar quarta e domingo pra ver se não vai cansar? O jogo é muito desgastante, a gente tenta preparar o melhor possível para suportar. Se tivesse uma carga maior de jogos, a gente estaria num estágio mais evoluído”, comentou.

Esporte