PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Júlio César se despede do futebol com Flamengo sob pressão e Maracanã cheio

Júlio César está pronto para atuar pela última vez na vitoriosa carreira de goleiro - Gilvan de Souza/Flamengo
Júlio César está pronto para atuar pela última vez na vitoriosa carreira de goleiro Imagem: Gilvan de Souza/Flamengo

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

21/04/2018 04h00

Conhecido pelo lado emocional aflorado, o goleiro Júlio César terá motivos de sobra para chorar neste sábado (21). Às 19h (de Brasília), o Flamengo recebe o América-MG, no Maracanã, em jogo que marca a despedida de um ídolo da torcida dos gramados. A carreira de 21 anos se encerra diante de um estádio cheio - mais de 40 mil ingressos foram vendidos antecipadamente - e com um Rubro-negro sob pressão pelos maus resultados recentes.

Nos últimos dias, o camisa 12 dividiu a rotina de treinos com inúmeras entrevistas e os preparativos para o compromisso final da vitoriosa trajetória. Júlio César trouxe a mulher Susana Werner e os filhos ao Brasil e terá a presença de toda a família no estádio. Prolongar a carreira está fora de questão, já que a decisão de se aposentar foi pensada. Após o apito final, ele viverá com os familiares em Lisboa, conforme contou em especial publicado pelo UOL Esporte.

“Era uma ideia fixa. A ficha já caiu e estou absolutamente consciente da minha escolha. É claro que existe uma ansiedade, mas estou preparado. Saio de cabeça erguida e pela porta da frente”, afirmou.

O goleiro Júlio César com o quadro e a camisa comemorativa que usará na despedida - Gilvan de Souza/ Flamengo - Gilvan de Souza/ Flamengo
O goleiro Júlio César com o quadro e a camisa comemorativa que usará na despedida
Imagem: Gilvan de Souza/ Flamengo
Curiosamente, o Flamengo vive um momento turbulento logo quando o goleiro que o salvou de alguns rebaixamentos se despede. A eliminação no Campeonato Carioca e a campanha irregular na Copa Libertadores cobram o preço junto aos torcedores.

Até por isso, Júlio César sabe que o jogo contra o América-MG, pela 2ª rodada do Campeonato Brasileiro, está longe de ser um evento festivo. O Rubro-negro precisa da vitória para amenizar o ambiente antes da partida decisiva frente ao Santa Fe, quarta-feira (25), na Colômbia. O triunfo também é fundamental na Copa Libertadores. Em caso de derrota, o fantasma de uma nova eliminação precoce estará mais vivo do que nunca na Gávea.

“Essa partida não tem nada a ver com homenagem. Coincidiu com a minha situação, mas o Flamengo é muito maior do que o Júlio César. Sei da minha responsabilidade. Se formos campeões brasileiros, terei a minha pedrinha de colaboração”, disse.

“Estão fazendo uma tempestade em um copo d’água [sobre as críticas ao time na Copa Libertadores]. É claro que o Flamengo tem muita coisa a melhorar, o grupo é difícil e o Maracanã estava vazio [jogou com portões fechados]. Não é desculpa, mas acreditamos em nossos jogadores. Posso afirmar uma coisa. Tenho a certeza de que o Flamengo irá se classificar”, concluiu.

O Flamengo espera um público superior a 50 mil torcedores para acompanhar a despedida de um ídolo. Independentemente de qualquer coisa, Júlio César está na história do clube e veste a camisa rubro-negra pela última vez. A meta é encerrar com uma vitória, o que seria especial para ele e fundamental no ambiente do clube de coração.

FLAMENGO X AMÉRICA-MG

Data/hora: 21/04/2018, às 19h (de Brasília)
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Auxiliares: Rogério Pablos Zanardo (SP) e Daniel Luis Marques (SP)

Flamengo
Júlio César; Rodinei, Réver, Juan e Renê; Cuéllar, Willan Arão, Lucas Paquetá, Geuvânio e Vinicius Júnior; Henrique Dourado
Técnico: Maurício Barbieri

América-MG
Jory; Norberto, Messias, Rafael Lima e Carlinhos; Christian, Juninho e Serginho; Luan, Aylon e Rafael Moura
Técnico: Enderson Moreira

Esporte