PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Atlético-PR desperdiça pênalti, Avaí vence e segue vivo contra rebaixamento

Do UOL, em São Paulo

26/11/2017 18h55

O Avaí segue vivo na luta pela permanência na Série A do Campeonato Brasileiro. Neste domingo (26), o time catarinense venceu o Atlético-PR por 1 a 0 na Ressacada, em Florianópolis, e leva para a última rodada a decisão para continuar na elite nacional em 2018. O lateral Maicon foi o autor do gol da vitória.

O resultado deixou o Avaí na 17ª colocação, com 42 pontos – mesma pontuação da primeira equipe fora da zona de rebaixamento – e com chances de escapar da queda na rodada final. O time visita o Santos na Vila Belmiro e precisa vencer, além de contar com dois tropeços (Sport, Coritiba ou Vitória), para permanecer na Primeira Divisão.

Já o Atlético-PR caiu para a 12ª posição, com 48 pontos, e não tem mais chances de alcançar o G7 da competição. A equipe encerra participação na disputa diante do Palmeiras, na Arena da Baixada.

O herói: Maicon

Contratado em maio deste ano, e com apenas sete jogos disputados neste Brasileirão, Maicon foi o grande nome da partida. o ex-lateral da Roma acertou belo chute e marcou o gol que garantiu a vitória e manteve o Avaí vivo na competição.

Em clima de ‘final’, Avaí entra mais ligado

Os dois times entraram em campo em ritmos totalmente diferentes. Enquanto o Avaí, empurrado pela torcida, parecia disputar uma “final” para escapar da queda, o Atlético-PR não demonstrou o mesmo entusiasmo para seguir lutando por uma vaga na Libertadores. O resultado dessa disparidade entre as equipes não poderia ser outro: aos 15 minutos, Pedro Castro tocou para a entrada da área e Maicon apareceu para bater de primeira e mandar no ângulo.

Outro lance que também evidenciou a diferença da “pegada” entre as equipes aconteceu aos 37 minutos da etapa inicial, quando Weverton deu bobeira em saída com os pés e entregou a bola para Marquinhos, que emendou por cobertura e quase ampliou para o Avaí.

Douglas garante lá atrás

Dono de grandes defesas ao longo da competição, Douglas Friedrich teve papel importante também neste domingo. Na principal chegada do Atlético-PR durante a primeira etapa, o goleiro defendeu no reflexo uma cabeçada à queima-roupa de Eduardo Henrique aos 20 minutos e evitou o empate do adversário.

Pênalti e preocupação

O torcedor do Avaí teve dois motivos para se preocupar logo no início do segundo tempo. Aos 11 minutos, Alemão cometeu pênalti em Sidcley após disputa pelo alto. O zagueiro ficou caído no gramado e pareceu convulsionar. A ambulância entrou em campo e o defensor foi prontamente atendimento. Apesar do susto, o jogador se levantou, deixou o campo andando e retornou para a partida.

Zagueiro Alemão passa mal dentro de campo ao cometer pênalti - Reprodução/Premiere - Reprodução/Premiere
Imagem: Reprodução/Premiere

Na cobrança de pênalti, mais uma boa notícia para o time catarinense. Fabrício bateu com muita força e acabou isolando por cima data meta, desperdiçando a principal chance do Atlético-PR de igualar o placar.

Recuperado, Alemão quase marca

Não bastasse o fato de permanecer em campo depois de passar mal dentro de campo, o zagueiro Alemão quase roubou a cena de herói na sequência da partida. Aos 29 minutos, após cobrança de escanteio, o zagueiro ganhou disputa pelo alto e cabeceou firme. Weverton defendeu em cima da linha e evitou o segundo do Avaí.

Arrancada no final?

Para permanecer na Série A em 2018, o Avaí precisa obrigatoriamente vencer na última rodada (além de contar com dois tropeços nos jogos de Sport, Coritiba e Vitória). Neste caso, o time catarinense precisará de um feito inédito na atual edição do Brasileiro: três vitórias consecutivas. Nas 37 rodadas anteriores, a equipe não soube o que é vencer por três jogos seguidos . As melhores sequências até o momento foram de duas partidas - nas rodadas 22 e 23, e 36 e 37.

 

FICHA TÉCNICA

AVAÍ 1 X 0 ATLÉTICO-PR

Local: Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data: 26 de novembro de 2017, às 17h (horário de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Auxiliares: Bruno Raphael Pires (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Cartões amarelos: Betão e Pedro Castro, ambos do Avaí.

Gol: Maicon, aos 15 minutos do primeiro tempo 

Avaí
Douglas Friedrich; Maicon, Fagner Alemão, Betão e João Paulo; Judson, Pedro Castro e Marquinhos; Maurinho, Lourenço e Luanzinho.
Técnico: Claudinei Oliveira

Atlético-PR
Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Fabrício; Pavez, Lucho González (Eduardo Henrique) e Matheus Rossetto; Lucas Fernandes, Douglas Coutinho e Pablo.
Técnico: Fabiano Soares

Esporte