PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Após gol e pênalti, zagueiro se diz preparado para substituir Arboleda

Último jogo de Bruno Alves foi a derrota por 1 a 0 para o Atlético-MG - André Yanckous/AGIF
Último jogo de Bruno Alves foi a derrota por 1 a 0 para o Atlético-MG Imagem: André Yanckous/AGIF

Bruno Grossi e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo (SP)

19/11/2017 04h00

Com a suspensão de Robert Arboleda, que recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Grêmio, a defesa do São Paulo terá uma novidade neste domingo, às 17h, no Pacaembu. O técnico Dorival Júnior deve apostar em Bruno Alves para enfrentar o Botafogo, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, e o zagueiro assegura estar preparado para retornar ao time titular.

"Sempre trabalhei muito forte no dia a dia, para evoluir individualmente e poder me adaptar mais à equipe e aos meus companheiros. Se eu receber uma nova chance de atuar, vou agarrar com todas as forças, como fiz das outras vezes. Quem veste a camisa de um clube gigante como o São Paulo tem que estar preparado sempre para fazer o melhor e corresponder", afirmou o defensor, ao UOL Esporte.

Se confirmado como titular neste domingo, Bruno iniciará seu terceiro jogo no São Paulo. O último não guarda boas recordações. Na derrota por 1 a 0 para o Atlético-MG, no dia 11 de outubro, o gol do Galo saiu de pênalti cometido pelo zagueiro. Já a estreia, sim, tem lembranças mais positivas: no Morumbi, ele marcou um dos gols do empate em 2 a 2 com a Ponte Preta. O beque ainda entrou nos minutos finais do triunfo por 2 a 1 sobre o Vitória para ajudar a segurar o resultado.

"Eu cheguei durante o campeonato, estou trabalhando forte no dia a dia para ganhar meu espaço e poder estar à disposição. É uma honra poder jogar por este clube, quero poder fazer o máximo neste restante de temporada e ajudar a equipe a alcançar grandes objetivos em 2018 e nos próximos anos", projetou.

Confira outros trechos da entrevista com Bruno Alves:

Como é o seu entrosamento com o Rodrigo Caio?
Foram apenas três jogos juntos, mas no dia a dia todos treinam bastante e se entendem bem, independentemente da escolha do treinador. Sabemos o que temos que fazer em campo, e também quem joga sempre conversa e se entende na hora para fazer alguns ajustes. O São Paulo tem grandes zagueiros e podemos aprender com cada um deles.
 
Quais as principais características que você destaca no seu estilo de jogo?
Sou um zagueiro de boa estatura, com boa impulsão e muita atenção no jogo aéreo, e também procuro ter um bom posicionamento e ficar 100% atento com a movimentação rápida dos atacantes. 
 
Encara de maneira positiva a disputa por posição com Aderllan?
Como falei, o São Paulo está muito bem servido de zagueiros, temos nomes com qualidade e todos podem corresponder quando forem solicitados pelo Dorival. A disputa é sadia, obviamente todos querem jogar, mas a gente respeita as opções do treinador e trabalhamos para estarmos preparados para uma chance. 

FICHA TÉCNICA:
SÃO PAULO X BOTAFOGO

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data/Hora: 19 de novembro de 2017, às 17h
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires e Leone Carvalho Rocha (ambos de GO)

SÃO PAULO: Sidão, Militão, Bruno Alves, Rodrigo Caio e Edimar; Jucilei; Petros, Lucas Fernandes, Júnior Tavares e Marcos Guilherme; Pratto. Técnico: Dorival Júnior.

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Carli, Igor Rabello e Victor Luis; Rodrigo Lindoso, João Paulo, Bruno Silva e Léo Valencia; Rodrigo Pimpão e Brenner. Técnico: Jair Ventura.

Esporte