PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Presidente do Corinthians se contradiz, mas admite saída de Arana

Guilherme Arana, lateral-esquerdo do Corinthians, pode ser negociado com o Sevilla - Ag. Corinthians
Guilherme Arana, lateral-esquerdo do Corinthians, pode ser negociado com o Sevilla Imagem: Ag. Corinthians

Do UOL, em São Paulo

17/11/2017 14h47

Roberto de Andrade bem que tentou dizer o contrário, mas admitiu que Guilherme Arana deverá ser a primeira baixa do elenco campeão brasileiro para 2018. O lateral-esquerdo tem proposta do Sevilla, da Espanha, e havia dito, após a vitória por 3 a 1 sobre o Fluminense, que garantiu o título nacional antecipado, que estava próximo de trocar o Parque São Jorge pela Europa.

"Estamos aguardando um novo contato por parte do clube (espanhol), se as coisas voltam a andar. Mas, se eu fosse dizer que tem alguém mais próximo de sair do Corinthians, esse alguém é o Arana", afirmou o dirigente em entrevista ao SporTV.

Pouco antes de destacar a situação do jogador, Andrade havia negado qualquer contato para negociar. "Temos um pouco mais de folga para trazer alguns jogadores, até porque o Corinthians não precisa de um elenco inteiro. A gente não tem nenhuma negociação em andamento. Sobre o Arana, conversamos no mês passado e ficou meio adormecido. Hoje não tem nada em andamento."

Perto do fim de seu mandato, Andrade reforçou que o processo eleitoral para escolher o novo presidente do Corinthians, em fevereiro do ano que vem, não terá impacto no departamento de futebol nem em possíveis contratações.

"Infelizmente, sentar com todos os candidatos não daria muito certo porque nunca chegaríamos a lugar nenhum. Vou fazer o meu trabalho como se o presidente do ano que vem fosse eu. Jamais faria alguma loucura porque ano que vem vou sair. Sempre pensando com responsabilidade para deixar o elenco do Corinthians mais forte", disse.

Esporte