PUBLICIDADE
Topo

Esporte

"Cada dia melhor": Valentim elogia atuação e vê comprometimento de Borja

Do UOL, em São Paulo (SP)

22/10/2017 20h14

O técnico-interino Alberto Valentim embalou a terceira vitória consecutiva no comando do Palmeiras neste domingo. Após o triunfo por 3 a 1 sobre o Grêmio, em Porto Alegre, o treinador aprovou a atuação do time e do próprio trabalho iniciado há duas semanas. Sobraram elogios também ao atacante Miguel Borja, que voltou a ser titular após dois meses.

Mesmo diante de um lobby de atletas pela permanência em 2018, Valentim se mostrou tranquilo. As três vitórias consecutivas, fora o efeito de sustentação do próprio trabalho, aproximaram o Palmeiras do líder Corinthians, agora com seis pontos de vantagem na ponta – o time alvinegro encara o Botafogo, nesta segunda-feira.

“Estou a cada dia melhor. Entendam bem, estou melhor porque a cada dia estou vivendo coisas diferentes. Se eu ouço alguns treinadores de outra geração falando que estão melhores a cada dia, porque aprenderam com isso, com aquilo, imagine um jovem como eu sou, começando a carreira”, discursou o treinador, que ainda enxerga margem para um crescimento ainda maior.

“Na última coletiva, me perguntaram onde a gente tem que melhorar e do que eu gostei. Eu estou gostando de tudo, mas a gente tem uma margem de melhora muito grande. Os jogadores sabem disso. Da forma que a gente trabalha, o que eu tenho pedido, a gente tem melhorado muito em fase defensiva e ofensiva. A gente está a cada dia melhorar, mas ainda precisa melhorar muito”, disse.

A evolução da equipe ocorre justamente na reta final do campeonato. Agora como principal perseguidor ao líder Corinthians, o treinador do Palmeiras adotou um discurso cauteloso, assim como os seus atletas. “O Corinthians está com um jogo a menos. O que nos enche de alegria e de satisfação é que hoje ocupamos a segunda colocação.”

Um exemplo deste crescimento é Miguel Borja. Titular pela primeira vez depois de dois meses, o colombiano ganhou a oportunidade com Alberto Valentim neste domingo e agradou, embora o antigo auxiliar de Cuca tenha enumerado um item no qual o centroavante precisa crescer.

“O discurso que falei para todos, em relação à parte tática e entrosamento, serve também para o individual. E muito para o Borja, que não estava se encontrando bem, que estava com dificuldade para jogar, que não estava atuando bem nos minutos em que jogava. Ele é um jogador que a gente está tendo uma atenção, não maior, mas estamos tentando fazer com que ele entenda os movimentos que ele tem que fazer na fase defensiva. Ele tem que fazer parte da defesa. Posicionado como atacante, mas precisa entender que a fase defensiva começa por ele, que é nosso jogador mais alto, enfim. Ele está de parabéns porque tem entendido que precisa melhorar”, encerrou Valentim.

Esporte