PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Otero faz mais um golaço pelo Atlético-MG e explica: "treinamento, né?"

Do UOL, em Belo Horizonte

27/08/2017 18h24

A principal característica do meia Otero é a batida na bola. O jogador venezuelano bate como poucos na bola, sempre colocando muito efeito e força nas cobranças de falta, escanteio e arremates de longa distância. E foi essa qualidade que fez a diferença para o Atlético-MG no triunfo por 2 a 1 sobra a Ponte Preta.

Aos 43 minutos do segundo tempo, o camisa 11 do Atlético acertou uma bela cobrança de falta. Mesmo distante do gol, Otero colocou tanto efeito na bola que o goleiro Aranha sequer se mexeu, ficou parado, apenas observando o lance, que terminou com a bola no fundo da rede.

“Treinamento, né? Sempre treinei. Graças a Deus hoje tive a oportunidade de jogar e consegui ajudar o time. O jogo foi muito difícil, mas obrigado pelo apoio sempre, estava sem jogar há muito tempo. Jogar e fazer gol é muito importante. A vitória nos deixa mais perto do G-6. Muito importante a vitória, ainda mais do jeito que foi”, explicou o meia na saída do gramado.

Otero chegou a 58 partidas com a camisa atleticana e o gol contra a Ponte Preta foi o décimo dele pelo clube. E o jogador venezuelano tem se especializado em fazer golaços. Foi o segundo em 2017. Contra o Paraná Clube, pela Copa do Brasil, o camisa 11 marcou um gol olímpico, no Independência.

Aliás, ele não marcava desde então. Foram 13 partidas de jejum. Agora, com o golaço sobre a Ponte Preta, Otero viaja com moral para defender a seleção da Venezuela, que tem dois jogos pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018. O selecionado venezuelano vai jogar contra a Colômbia, em casa, e contra a Argentina, como visitante.

Esporte