PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Sassá se torna primeira opção do banco, mas Mano mantém cautela

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

26/06/2017 04h00

Mano Menezes ainda é cauteloso com Sassá. Presente nos dois últimos confrontos do Cruzeiro pelo Campeonato Brasileiro - o revés para a Ponte Preta e o triunfo sobre o Coritiba -, o atacante de 23 anos ainda aprimora a forma física para chegar ao que é considerado ideal pela comissão técnica.

Na derrota para o time de Campinas, na quinta-feira (22), o jogador esteve em campo por 31 minutos. Contra o rival paranaense, o reforço só esteve em campo por seis minutos.

No pouco tempo atuando com as cores da Raposa, o centroavante sequer finalizou contra o gol adversário. Mano Menezes crê que o desempenho do atleta é devido ao condicionamento físico.

"A partir de quinta (contra a Ponte Preta), ele virou opção, sem dúvida nenhuma. Ele não está no estágio ideal, mas está adquirindo o ritmo ao longo dos jogos, conhecendo os companheiros, se ambientando como que é o Cruzeiro", declarou.

O curioso é que, mesmo que esteja fora da forma física considerada ideal, Sassá se tornou a primeira opção de Mano Menezes entre os reservas. O jogador superou até Ramón Ábila, artilheiro do elenco no ano com 13 gols, para entrar na vaga de Rafael Sóbis no segundo tempo do confronto.

Esporte