PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Bom desempenho em Chapecó pode render vaga de titular no Atlético-MG

Otero já aproveitou uma chance no time reserva para ganhar uma posição como titular - Bruno Cantini/Atlético-MG
Otero já aproveitou uma chance no time reserva para ganhar uma posição como titular Imagem: Bruno Cantini/Atlético-MG

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

24/06/2017 04h00

Da equipe considerada titular do Atlético-MG, apenas o volante Rafael Carioca vai até Chapecó para o duelo com a Chapecoense, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. Os demais titulares sequer viajaram para Santa Catarina, para descansar e se preparar para os jogos com Botafogo, pela Copa do Brasil, Cruzeiro, pelo Brasileirão, e Jorge Wilstermann, pela Copa Libertadores. Chance para os reservas mostrarem serviço ao técnico Roger Machado.

E jogar bem contra a Chapecoense pode render uma vaga no time titular do Atlético para os importantes jogos na sequência da temporada. Como o time está mal no Brasileirão, com apenas dez pontos em nove rodadas e muitas atuações ruins, Roger Machado já avisou que está em busca de opções para melhorar o rendimento de sua equipe.

“Estou procurando alternativas para um momento de instabilidade, para algumas peças que, em alguns momentos, rendem menos do que a gente sabe que podem render, procuro e tenho o dever de encontrar soluções. Além de um jogo importante pelo Campeonato Brasileiro, é a oportunidade daqueles que jogam menos de se colocar à disposição para ser a solução imediata dos problemas que tivemos nos últimos jogos”.

O time que vai enfrentar a Chapecoense, neste domingo, às 19h, na Arena Condá, está praticamente definido. A única dúvida de Roger Machado é se começa com Matheus Mancini ou com Emanuel. Caso opte pela primeira opção, Roger Bernardo vai jogar como volante e Yago na lateral direita. Já se escolher pela segunda possibilidade, Roger Bernardo vai ser recuado para a defesa e Yago volta para o meio.

Definição que vai acontecer somente neste sábado, após o treino da tarde, marcado para o CT da Chapecoense. Giovanni; Yago, Matheus Mancini, Rodrigão e Leonan; Roger Bernardo, Rafael Carioca, Marlone, Otero e Valdívia; Rafael Moura. Esse foi o time que começou o treino na última sexta-feira, na Cidade do Galo.

Independentemente da formação inicial, quem estiver em campo vai ter a chance de conquistar uma vaga na equipe titular. O centroavante Rafael Moura lembra que isso já aconteceu nesta temporada, com o meia Otero. O venezuelano estava na reserva, mas virou titular na decisão do Campeonato Mineiro após fazer um bom jogo contra o Sport Boys, pela Copa Libertadores.

“Aquele jogo na Bolívia, pela Libertadores, com uma escalação alternativa, a gente ganhou. O Otero não seria titular contra o Cruzeiro, na decisão do Mineiro, e ganhou a posição naquele jogo. Então, tenho certeza que diante da Chapecoense, que for bem, pela justiça do Roger, tem chance de seguir como titular. E fora isso, puxar o time titular. Pois se o reserva for bem, o titular tem de ficar esperto para não perder a posição”, lembrou Rafael Moura, que tem dois gols no Brasileirão e divide a artilharia do clube na competição, ao lado de Fred.

Esporte