PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Derrota para o Flu vai servir de lição para o Atlético-MG, garante Roger

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

21/05/2017 18h47

Nos primeiros 12 jogos do Atlético-MG como mandante, a equipe alvinegra conseguiu 100% de aproveitamento. Eram 12 triunfos, sendo 11 no Independência e um no Mineirão. A derrota para o Fluminense quebrou a série invicta do Atlético diante de sua torcida, sob o comando do técnico Roger Machado.

“O que deu errado é que deixamos três pontos como mandante. Perdemos esse retrospecto bom em casa e isso no Brasileiro é importante. Não foi um bom jogo pois fomos derrotados. Mas deve nos ensinar bastante, pela forma que o Fluminense veio jogar. O maior volume que tivemos e não conseguir colocar a bola para dentro do gol nos custou a derrota”, disse o treinador, que classificou um chute para fora de Maicosuel para fora como lance da partida.

“A bola do Maicosuel foi lance chave da partida. Foi aos 16 minutos e ali igualava o jogo. Conseguimos chegar e o Maicosuel jogou a bola para cima do gol. Depois tivemos a entrada do Rafael Moura e uma mudança do estilo de jogo. Ainda tivemos outra chance, no final”.

O lance citado por Roger Machado aconteceu quando o placar já apontava 2 a 1 para o Fluminense. Um empate naquele momento possibilitaria ao Atlético até oportunidade de brigar pela vitória. Passado o jogo, a primeira derrota em casa e a primeira nesta edição do Brasileirão, o treinador do Atlético analisou a partida como algo para servir de lição.

Assim como o Fluminense, que atuou bastante fechado e apostando nos contra-ataques, Roger Machado acredita que os próximos adversários do Atlético devem se portar da mesma maneira quando vieram jogar no Independência.

“O que ficou de lição foi, principalmente, a vantagem que o pivô levou em cima da minha linha defensiva e fez o jogo do Fluminense progredir”, disse Roger falando da disputa do centroavante Henrique Dourado com os zagueiros Gabriel e Felipe Santana.

“Tem dia que infelizmente é o dia do não. O que não posso me queixar é a doação dos atletas. Todos estavam bem exaustos em campo, até pela sequência de jogos. Agora temos de recuperar os pontos fora de casa”, completou Roger Machado.

!-- inicio: modflash -->

Esporte