PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Em jogo de polêmicas, Corinthians faz no fim e evita vexame contra Coritiba

Do UOL, em São Paulo

01/11/2014 22h56

Na noite deste sábado, o Corinthians marcou nos acréscimos e buscou empate por 2 a 2 para evitar vexame dentro de casa contra o Coritiba. A partida teve o brilho de Alex, com gol e assistência, gol de Bruno Henrique no fim e várias polêmicas.

Comandada pelo gaúcho Jean Pierre Gonçalves Lima, a equipe de arbitragem anulou um gol paulista e outro paranaense, voltou atrás na marcação de um pênalti para o Corinthians, ameaçou expulsar Cássio em lance legal e viu impedimento inexistente na melhor chance corintiana nos minutos finais.

Com o tropeço dentro de casa, o Corinthians volta a viver a sina de desperdiçar pontos contra as equipes que lutam contra o rebaixamento. Com 54 pontos, o time de Mano Menezes fica ainda mais distante do G-4. Já o Coritiba, que esperava deixar o Z-4, segue entre os quatro últimos com 34 pontos.

Fases do jogo: Os primeiros minutos de jogo indicaram que o Corinthians poderia ter vida fácil neste sábado. Com 13min, a arbitragem indicou pênalti de Welinton sobre Luciano, por carga dentro da área. Enquanto o atacante discutia com Renato Augusto quem cobraria, o auxiliar atrás do gol chamou Jean Pierre Gonçalves Lima para sugerir a mudança de marcação. E assim o árbitro cancelou a penalidade.

Depois, o Corinthians novamente reclamaria da arbitragem, por anular gol marcado por Anderson Martins em bola cruzada por Renato Augusto. As imagens confirmaram que o zagueiro corintiano, de fato, estava impedido. E aí o Coritiba inverteu todo o panorama graças a seu jogador mais talentoso.

Com 24min, Alex serviu Robinho no espaço vazio e ele venceu Cássio para abrir o marcador. Enquanto o Corinthians assimilava o golpe, o camisa 10 do adversário dobrou a vantagem: sem marcação, Alex chutou rasteiro de fora da área e marcou o segundo do Coritiba.

Depois de um apagão que se arrastaria por toda a primeira etapa, o Corinthians voltou ao segundo tempo com Ángel Romero e disposto a mudar o panorama. No primeiro minuto, o paraguaio recolheu bola afastada por Bruno Henrique e bateu para Elias, livre, empurrar para dentro do gol.

Apesar de diminuir o placar e conseguir criar algumas oportunidades, o Corinthians não impôs pressão capaz de desestabilizar o adversário nos minutos seguintes. Romero, mesmo depois de participar de um gol, falhou em chance clara de cabeça na entrada da pequena área e fez a torcida sentir saudades de Guerrero, suspenso.

Mano Menezes deixou o Corinthians ainda mais ofensivo ao retirar um zagueiro e colocar Jadson, o que acabou dando certo. No último lance do jogo, Bruno Henrique fez de cabeça após escanteio da esquerda e deu ao menos o empate para o time da casa.

O melhor: Alex. Carrasco corintiano com a camisa do Palmeiras, ele ainda não havia marcado pelo Coritiba contra o antigo rival. Neste sábado, fez gol e ainda deu assistência.

O pior: Luciano. Ansioso para marcar como titular da equipe, errou a maioria dos lances que tentou em diferentes posições do ataque.

Chave do jogo: A arbitragem de Jean Pierre Gonçalves Lima foi no mínimo polêmica. Ele anulou dois gols, um para cada lado, e ainda voltou atrás em pênalti marcado para o Corinthians. Já na etapa final, ameaçou anotar falta que poderia gerar a expulsão do goleiro Cássio, mas voltou atrás.

Toque dos técnicos: Com três zagueiros e cinco jogadores no meio, Marquinhos Santos deu pouco espaço para o Corinthians e confiou no talento de Alex, livre de obrigações táticas. Mano Menezes mandou a campo uma equipe mais ofensiva que o habitual e, como não resolveu no primeiro tempo, teve poucas opções no banco para tentar mudar o panorama. Acabou contando com Bruno Henrique.

Para lembrar: Agora pelo Coritiba, Alex chegou a 12 gols marcados contra o Corinthians, a principal vítima que fez no futebol brasileiro ao longo da carreira. Ele já havia marcado nove vezes pelo Palmeiras e outras duas pelo Cruzeiro.

Esse foi o segundo jogo de suspensão cumprido por Paolo Guerrero em função de um choque com o árbitro Leandro Bizzio Marinho. Como a pena original de três jogos foi reduzida, ele estará de volta no Corinthians para enfrentar o Santos no próximo fim de semana.

Corinthians 2 x 2 Coritiba

Campeonato Brasileiro
Data: 01/11/2014, às 21h00 (de Brasília)
Local: Estádio Itaquerão, em São Paulo
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS-Aspirante Fifa)
Auxiliares: José Javel Silveira (CBF-RS) e José Eduardo Calza (CBF-RS)
Gols: Robinho, aos 24min, e Alex, aos 31min do 1º tempo; Elias, a 1min, e Bruno Henrique, aos 48min do 2º tempo

Corinthians
Cássio; Fagner, Gil, Anderson Martins (Jadson) e Uendel; Elias e Bruno Henrique; Danilo, Renato Augusto e Malcom (Romero); Luciano (Gustavo Tocantins). Treinador: Mano Menezes.

Coritiba
Vanderlei; Luccas Claro, Leandro Almeida e Welinton; Ivan, Helder (Sérgio Manoel), Rosinei, Robinho (Zé Love) e Carlinhos; Alex (Gil) e Joel. Treinador: Marquinhos Santos

Esporte