Topo

Esporte


Enderson empilha clichês e elogia Grêmio mesmo após novo jogo sem marcar

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

16/07/2014 22h30

Enderson Moreira lançou mão de vários clichês após o empate sem gols do Grêmio diante do Goiás, nesta quarta-feira, na Arena. O treinador citou que o futebol não é uma ciência exata, afirmou que faltou somente a bola entrar e que nem sempre existe justiça em campo. Tudo para elogiar a produção da equipe mesmo diante de uma série de quatro partidas sem marcar gols.

“Acho que a nossa produção foi boa. Criamos várias possibilidades, mas tem dias que a bola não entra. Não é um detalhe, é a coisa mais importante, mas não pudemos fazer disso que está tudo errado (sic). Não tenho dúvida que fomos merecedores de um outro resultado. Mas futebol nem sempre é justo”, disse Enderson em sua primeira resposta na entrevista coletiva.

Mais além, o técnico foi bombardeado com perguntas sobre a atuação de Barcos. O capitão do time desperdiçou três oportunidades no primeiro tempo e acabou sendo sacado na etapa final. E na saída de campo foi vaiado por boa parte do estádio. Após minimizar o jejum do centroavante, Enderson Moreira voltou a citar os clichês.

“É gol, a bola entrar. Pegou na trave, quase nas costas do renan e em cima da linha, mas não entrou. Futebol não é ciência exata. Acabei de falar no vestiário, falei que ia acontecer de jogar mal e ganhar um jogo. Jogamos bem, criamos situações, um pouco de ansiedade no último passe e na hora da definição, e não conseguimos vencer. Várias oportunidades foram criadas. Faltou o detalhes”, afirmou o comandante.

Antes do empate sem gols contra o Goiás, em casa, o Grêmio já havia ficado sem balançar as redes diante de São Paulo, Sport Recife e Palmeiras. Com o resultado fechado da 10ª rodada, o time gaúcho chegou aos 16 pontos e segue fora do G4.

 

Mais Esporte