PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Fla segura empate em jogo das faixas e evita recorde do Cruzeiro no BR

Renan Rodrigues

Do UOL, no Rio de Janeiro

07/12/2013 20h48

Flamengo e Cruzeiro empataram por 1 a 1 na noite deste sábado, no Maracanã, e se despediram da temporada já em clima de festa. O resultado, porém, impediu o time mineiro de igualar o recorde do São Paulo, que em 2006 conquistou o título brasileiro com 78 pontos, melhor desempenho da história dos pontos corridos com 20 clubes. Hernane abriu o placar no primeiro tempo para o time carioca, enquanto o volante Souza empatou na segunda etapa.

Antes da partida começar, os jogadores posaram para fotografias com as taças. Os cruzeirenses entregaram faixas do título da Copa do Brasil de 2013 aos rubro-negros, que responderam presenteando os jogadores do time mineiro com faixas do título do Brasileirão deste ano. Em campo, porém, o clima não foi tão amistoso, com duas expulsões - Carlos Eduardo e Everton - e lances de perigo. Destaque para o estreante goleiro César, que fez grandes defesas durante a partida e garantiu o empate ao Fla.

A equipe carioca fica momentaneamente na 11ª colocação, com 49 pontos, mas pode ser ultrapassada no domingo, com o complemento da 38ª rodada. O Cruzeiro, por sua vez, encerra a campanha vitoriosa no Brasileirão com 73 pontos, 23 vitórias e um saldo positivo de 40 gols. 

O Flamengo entrou em campo com três atacantes, tentando explorar as jogadas pelo lado do campo com Paulinho e Nixon e pressionando mais o adversário. O Cruzeiro, que só entrou em campo com um titular - o zagueiro Bruno Rodrigo -, se fechava na defesa e buscava contra-ataques em velocidade. As primeiras oportunidades de perigo foram do time da casa, apoiado por bom público no Maracanã.

Paulinho quase marcou o primeiro em linda jogada aos 9min, ao tabelar com Hernane, driblar zagueiro e goleiro. O lateral Everton salvou o gol em cima da linha. Mas quatro minutos depois, ninguém conseguiu evitar o tento do ‘Brocador’. Nixon cruzou, Léo Moura deixou a bola passar e o camisa 9 completou de cabeça, no cantinho direito do goleiro Rafael.

Melhor jogador da partida nos minutos iniciais, Paulinho deixou o gramado com um problema muscular aos 21min, sendo substituído por Bruninho. O desfalque do Rubro-negro fez o Cruzeiro crescer na partida. César, porém, salvou o empate em ao menos duas oportunidades: bomba de Luan aos 22min e chute de Léo aos 36min.

O clima tranquilo de antes do jogo, com troca de faixas e fotografias dos times juntos, mudou dentro do gramado. Everton e Carlos Eduardo se desentenderam e foram expulsos aos 38min. Para complicar ainda mais o Flamengo, Amaral também saiu por lesão muscular, dando lugar a Diego Silva. O Cruzeiro ainda teve uma bola no travessão em chute de Mayke, mas as equipes foram para o intervalo com o triunfo dos cariocas.

Os times voltaram para a segunda etapa sem mudanças, mas o Cruzeiro continuou pressionando em busca do empate. O Flamengo perdeu seu terceiro jogador por lesão aos 4min, quando Samir foi substituído por Chicão. Apesar da superioridade, o time mineiro tinha dificuldade em entrar na área do rival. O jeito, então foi arriscar de fora. E aos 18min da etapa final, Souza fintou um adversário e soltou a bomba para marcar um golaço. 

A pressão do Cruzeiro aumentou ainda mais após o empate. Luan acertou a trave e Júlio Baptista exigiu duas defesas sensacionais de César, em chute cruzado e falta muito bem cobrada. O goleiro teve o nome gritado pela torcida em sua estreia como profissional do Flamengo. No final, graças aos voos do estreante, o duelo dos campeões terminou em igualdade.

FLAMENGO 1 X 1 CRUZEIRO

Data: 07/12/2013 (sábado)
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Paulo Godoy Bezerra
Auxiliares: Altemir Hausmann e Celso Barbosa de Oliveira
Renda: R$ 1.304.305,00
Público: 41.272 (presentes)
Cartões amarelos: Léo Moura, Luiz Antônio (FLA); Vinícius Araújo, Luan (CRU)
Cartões vermelhos: Carlos Eduardo (FLA); Everton (CRU)
Gols: Hernane, aos 13min do primeiro tempo, e Souza, aos 18min do segundo tempo

FLAMENGO
César, Léo Moura, Samir (Chicão), Gonzalez, André Santos; Amaral (Diego Silva), Luiz Antônio, Carlos Eduardo, Nixon; Paulinho (Bruninho) e Hernane
Técnico: Jayme de Almeida

CRUZEIRO
Rafael, Mayke, Léo, Bruno Rodrigo e Everton; Leandro Guerreiro (Élber), Souza, Tinga (Lucas Silva) e Júlio Baptista; Luan e Vinícius Araújo (Lucca)
Técnico: Marcelo Oliveira

Esporte