PUBLICIDADE
Topo

Esporte

"Walter da NFL" ganhou mais de R$ 180 mil do novo time para entrar em forma

Eddie Lacy (à direita) em ação pelos Packers contra o Dallas Cowboys - Hannah Foslien/Getty Images
Eddie Lacy (à direita) em ação pelos Packers contra o Dallas Cowboys Imagem: Hannah Foslien/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

23/06/2017 11h00

Afastado do Atlético-GO para perder cinco quilos e voltar a ser relacionado para os jogos do time, Walter pode se inspirar em um jogador de futebol americano para entrar em forma. Com fama de gordinho como o atacante do clube goiano, Eddie Lacy acaba de ganhar 55 mil dólares do Seattle Seahawks (pouco menos de R$ 183,5 mil) para cumprir a "cláusula do peso" prevista em seu contato.

No dia 17/6, durante a derrota por 1 a 0 para o Atlético-GO, em jogo válido pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro, Walter se envolveu em polêmica ao se recusar a cumprimentar Eduardo Nascimento, auxiliar do técnico Doriva. O atacante então tomou a iniciativa de pedir a palavra para se desculpar e admitir que está acima do peso.

"Quero pedir desculpas para o professor, acidente aconteceu. Coisa errada que eu fiz. Já pedi desculpas para ele, pedi para todo mundo. Vou ficar 15 ou 20 dias sem poder ir para o jogo para cuidar do meu peso, chegar no peso que professor quer", disse o centroavante, na ocasião.

Walter se recusa a cumprimentar o auxiliar Eduardo Nascimento, do Atlético-GO - Reprodução - Reprodução
Walter se recusa a cumprimentar o auxiliar Eduardo Nascimento
Imagem: Reprodução

Se nos últimos anos Walter tem tido problemas para lidar com seu peso, o jogador do Atlético-GO pode buscar inspiração em Lacy. O jogador de 27 anos de idade atua na NFL, a liga profissional de futebol americano dos Estados Unidos, desde 2013 e acaba de assinar com os Seahawks, que encontraram uma maneira de motivá-lo a entrar em forma.

Lacy foi selecionado pelo Green Bay Packers na 61ª escolha do Draft de 2013. Chegou à NFL com boa fama depois de se destacar pelo time de sua universidade. Mas logo sua visível perda de forma fez com que o jogador se tornasse alvo de piadas e memes na internet.

A cada fim de temporada, existia a expectativa de que Lacy entraria em forma para o ano seguinte e voltasse a ser o atleta de destaque que foi em sua universidade. Porém, a cada intertemporada uma foto do jogador acima do peso surgia, decepcionando os torcedores dos Packers.

Lacy também começou a sofrer com problemas físicos e causava dúvidas sobre se o excesso de peso estava relacionado a eles. O repetitivo ciclo de expectativa e frustração cansou os Packers.

Para renovar com o jogador, a franquia de Green Bay ofereceu o mesmo valor proposto pelo Minnesota Vikings, que tentaram contratar o jogador para 2017. Porém, cansados com as seguidas frustrações com Lacy, os Packers decidiram não cobrir a oferta feita pelos Seahawks, que asseguraram o reforço.

Para seduzir Lacy, a franquia de Seattle ofereceu um total de US$ 5,5 milhões (pouco menos de R$ 18,3 milhões), com US$ 3 milhões (pouco menos de R$ 10 milhões) garantidos. Entre o valor não garantido, estava a "cláusula do peso".

O jogador precisava pesar no máximo 113,4 quilos no dia 12/6 para ganhar os R$ 183,5 mil. Conseguiu, e deve chegar à temporada 2017 na melhor forma dos últimos anos.

Assim como Walter, Lacy precisava entrar em forma para voltar aos gramados. Ele conseguiu. Agora, é a vez do brasileiro. 

Esporte