PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Após Toro Rosso, Honda pode fornecer motores também para a Red Bull

Cúpula da Red Bull admite ampliar vínculo com a Honda no fim de 2018 - Peter Fox/Getty Images
Cúpula da Red Bull admite ampliar vínculo com a Honda no fim de 2018 Imagem: Peter Fox/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

19/02/2018 13h38

A partir da temporada 2018 da Fórmula 1, a Toro Rosso começará a correr com motores fornecidos pela Honda. No entanto, a fabricante japonesa poderá chegar também aos carros da Red Bull, matriz da equipe italiana, em 2019.

Quem afirma é o próprio Helmut Marko, consultor da Red Bull. Em declarações publicadas pelo site da revista Auto Motor und Sport, o austríaco se mostrou “positivamente surpreso” com o desempenho da Honda na Toro Rosso após três anos de performance dos japoneses nos carros da McLaren.

“Até aqui, estamos positivamente surpresos com a Honda em termos de dedicação e entusiasmo”, afirmou o dirigente. “Acho que eles têm aprendido com os erros que certamente aconteceram. Até aqui, de acordo com os padrões dos testes, o motor é confiável. Acho que será possível que alcance o nível da Renault no meio da temporada”, completou.

O contrato da Red Bull com a Renault – que fornece motores à equipe rebatizados com o selo TAG Heuer – termina no fim de 2018. E os rumores de uma troca por motores Honda, que já vinha sendo especulada pela imprensa europeia em 2017, podem voltar a ganhar força.

“As regras mudaram, então você tem que anunciar qual motor você quer usar na temporada seguinte ainda no decorrer do ano. Vamos analisar e então tomar uma decisão”, afirmou.

Fórmula 1