PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Com Ricciardo e Verstappen no pódio, Red Bull piora crise na Ferrari

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Hockenheim (ALE)

31/07/2016 11h29

A Red Bull terminou o GP da Alemanha não apenas com dois carros no pódio pela primeira vez no ano, como também ultrapassou a Ferrari na briga pelo segundo lugar no campeonato. Daniel Ricciardo e Max Verstappen têm obtido resultados melhores que Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen nas últimas provas, revertendo uma desvantagem que era de 37 pontos há quatro provas e abrindo 14 após o segundo posto de Ricciardo e o terceiro de Verstappen em Hockenheim.

A perda de terreno vem causando tensão no time italiano, que não tem conseguido extrair um bom rendimento de seu carro nas últimas corridas, especialmente nas classificações, e recentemente perdeu o diretor técnico James Allison. "Ficamos um pouco mais para trás do que esperávamos. O ritmo não era ruim, mas não era bom o bastante. Talvez os demais tenham melhorado e nós tivemos dificuldade com o equilíbrio, o carro estava escorregando muito", avaliou Vettel.  

“Foram dois finais de semana seguidos com um pódio, e acho que é o primeiro pódio duplo para a equipe em quase um ano”, lembrou Ricciardo. “Foi uma corrida estratégica. Eu estava mais confortável no supermacio, então optei por usá-los no final. Capitalizamos com o fato de ter um bom carro, não é nada mal ter os dois no pódio. Acho que podemos ficar orgulhosos de termos chegado entre as duas Mercedes.”

Ricciardo chegou a ficar em terceiro lugar após as segundas paradas, mas, com um ritmo superior ao de Verstappen, que usava pneus diferentes, acabou vendo o companheiro abrir para chegar em segundo.

“Fiz uma boa largada, e depois fizemos estratégias diferentes”, explicou Verstappen. “O segundo jogo de supermacios não funcionou bem, então meu ritmo só melhorou com o macio. Porém, o macio acabou não sendo tão rápido quanto o supermacio na parte final da prova. Acabei tendo de deixar Daniel passar e isso deu certo para a equipe porque marcamos vários pontos. Estamos na frente da Ferrari e esse era o objetivo principal.”

Após 12 etapas disputadas, o time italiano, que terminou em quinto com Sebastian Vettel e sexto com Kimi Raikkonen, sem ter demonstrado um grande ritmo por todo o final de semana e sofrendo com o equilíbrio do carro, como revelou o piloto alemão, soma 242 pontos. A Red Bull, que foi apenas quarta colocada no mundial do ano passado, chegou a 256 com o pódio duplo da Alemanha.

Fórmula 1