PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Na última fila na Alemanha, Nasr aposta em estratégia para ganhar posições

Dan Istitene/Getty Images
Imagem: Dan Istitene/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Hockenheim (ALE)

30/07/2016 10h42

A Sauber amargou a última fila na classificação para o GP da Alemanha, mas, sabendo que tinha poucas chances de ir bem na definição do grid, apostou suas fichas em guardar pneus para corrida e, com isso, superar ao menos a Manor na prova que tem largada às 9h do domingo, pelo horário de Brasília.

“Estas posições de hoje na classificação já eram esperadas”, disse Felipe Nasr logo após ficar com a 21ª colocação no grid. “Acho que, se tivéssemos usado um jogo de pneus a mais poderíamos ficar mais à frente, mas não mudaria tanto. Sobre a corrida, acabamos economizando um pneu, o que espero que seja bom para a prova, pois o desgaste aqui está alto, principalmente com estas temperaturas altas. Acho que tem a chance de termos estratégias diferentes, está bem aberto se o melhor será fazer duas ou três paradas. Então vamos tentar aproveitar a chance.”

A grande desvantagem da Sauber em relação à Manor em Hockenheim é nas retas. Além do carro em si gerar mais resistência, o motor Ferrari não é tão potente quanto o Mercedes usado pela rival.

“Temos retas muito longas aqui e isso não é bom para nosso carro. Só nos dois primeiros setores, que são dominados pelas retas, é onde eles têm a maior vantagem em relação a nós. Mas sabemos que, na corrida, nosso consumo de pneu e consistência são bons, então acho que conseguimos ganhar algumas posições.”

Fórmula 1