PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Mais pesado que Hamilton, Nico Rosberg celebra pole em momento importante

ANDREJ ISAKOVIC/AFP
Imagem: ANDREJ ISAKOVIC/AFP

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Hockenheim (ALE)

30/07/2016 10h28

Mesmo com apenas uma tentativa na parte final da classificação e tendo visto o companheiro Lewis Hamilton dominar toda a sessão, Nico Rosberg conquistou a pole position do GP da Alemanha. Trata-se de uma conquista importante, uma vez que o inglês vem em um momento mais positivo no campeonato e lidera a tabela, com seis pontos de vantagem. De quebra, o alemão revelou que seu carro estava com mais combustível do que o de Hamilton na volta final.

“Uma grande sensação, fiz uma grande volta no final. A dificuldade não foi apenas ter uma tentativa, também estava com mais combustível porque, caso eu cometesse um erro, teria a opção de fazer mais uma volta rápida. Então estava carregado para três voltas. Por isso fiquei muito satisfeito, foi muito legal.”

O alemão se mostrou confiante com a chance de vencer novamente em casa, a exemplo do que fez em 2014, mesmo sem saber exatamente qual a fonte do problema eletrônico que fez com que abortasse sua primeira tentativa no Q3.

“Não sei o que foi. De repente perdi a aceleração e não tinha mais a potência do motor no final da volta. Nunca aconteceu antes, então tenho certeza de que será não haverá problema na corrida. Será uma boa disputa contra Lewis e as Red Bull e talvez a Ferrari também esteja na briga.”

Hamilton, por sua vez, não se mostrou muito preocupado com o fato de ter perdido a pole position nos momentos finais.

“Tem sido um bom final de semana, sem problemas. Eu tinha ritmo na classificação, a volta só não veio no final. Amanhã deve ser um bom dia para a Mercedes”, declarou o inglês, que se mostrou satisfeito com um segundo lugar na corrida que terá largada às 9h do domingo, mesmo salientando que vai tentar ganhar.

“Acho que a importância [de ir para as férias de agosto] não é tão grande, conseguimos várias vitórias nessa parte do meio da temporada, então isso é o mais importante. Na Alemanha, ser primeiro ou segundo seria muito bom, ainda que sempre vá para as provas buscando a vitória.”

A corrida deste final de semana marca o encerramento da primeira parte da temporada, que agora terá uma pausa de quatro semanas até o GP da Bélgica, no final de agosto.

Fórmula 1