PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Chefão fala em 'redistribuir renda' na F-1 e quer copiar Campeonato Inglês

ANDREJ ISAKOVIC/AFP
Imagem: ANDREJ ISAKOVIC/AFP

Do UOL, em Barcelona (ESP)

27/06/2016 07h09

Acuado por uma investigação da União Europeia, o promotor da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, declarou que cogita a possibilidade de melhorar o sistema de distribuição de dinheiro entre as equipes na categoria.

Atualmente, a distribuição prevê diferentes cotas levando em consideração a posição de cada time no Mundial de Construtores, mas também possui as chamas ‘cotas por valor histórico’, que acabam inflacionando o dinheiro recebido pelos times grandes - e criando um grande abismo em relação às equipes do meio para o fim do pelotão.

Por conta disso, Force India e Sauber entraram, ano passado, com uma representação na Comissão da União Europeia para investigar a divisão.

A entidade ainda não deu um parecer, mas Ecclestone se adiantou e disse ao The Times que pode rever a situação. “Vou dar uma boa olhada em como as coisas funcionam para ver se posso surgir com algo mais igualitário para as equipes. A Premier League tem uma boa maneira de dividir o dinheiro dos direitos comerciais, e isso poderia funcionar para nós.”

Estruturada de acordo com a performance, a divisão de dinheiro do campeonato inglês de futebol garante que o último colocado receba cerca de dois terços da premiação do campeão. Na Fórmula 1, os times que rebecem menos não chegam a ganhar um quarto do prêmio dos grandes. No caso da estreante Haas, sequer houve pagamento neste primeiro ano.

Fórmula 1