PUBLICIDADE
Topo

Tales Torraga

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Algoz do Flamengo em 2020, "Beccasexy" vive auge da carreira no Defensa

Sebastián Beccacece vive auge na Argentina, sendo chamado até de "Beccasexy" - Divulgação Conmebol
Sebastián Beccacece vive auge na Argentina, sendo chamado até de "Beccasexy" Imagem: Divulgação Conmebol
Tales Torraga

Jornalista e escritor, Tales Torraga nasceu em Mogi das Cruzes (SP), mas é, segundo os colegas, "mais argentino que os próprios argentinos". Morou em Buenos Aires e Montevidéu, girou pela imprensa brasileira e portenha e escreveu 15 livros ? o último deles, Copa Loca, é sobre a...Argentina nos Mundiais.

Colunista do UOL

01/06/2021 14h46Atualizada em 01/06/2021 16h14

Uma das atrações do sorteio das oitavas de final da Libertadores ficou para Flamengo x Defensa y Justicia. Será o terceiro mata-mata entre Rogério Ceni, técnico do Fla, e Sebastián Beccacece, que está invicto diante do colega. Comandando o Racing, Beccacece eliminou Rogério e o Flamengo nas oitavas da Libertadores de 2020. Antes, na Sul-Americana de 2017, tirou o São Paulo também treinando o Defensa.

Detalhe: Rogério amargou as duas eliminações em casa. Desta vez, ele também decide como mandante.

Técnico de ponta

Ao contrário das vezes anteriores, Beccacece entra neste confronto gozando de boa aceitação na Argentina. Ele enfim tem sido visto como um treinador de ponta no país. Nem quando esteve no Independiente e Racing, em 2019 e 2020, contava com o atual cartaz que tem entre jornalistas e torcedores argentinos.

Com Miguel Ángel Russo balançando no Boca, são muitos os preocupados portenhos que conjecturam se Beccacece não seria o nome ideal para assumir seu lugar no comando xeneize. A coluna apurou que não há conflitos entre o técnico e Juan Román Riquelme, atual vice-presidente de futebol do Boca, mas tampouco há negociações que indiquem uma troca rápida neste sentido.

Sempre inventivo e esbanjando criatividade na armação das suas equipes, Beccacece ganhou admiração pelo título na Recopa Sul-Americana diante do Palmeiras. Os dois confrontos contra o atual campeão da Libertadores na fase de grupos desta edição também chamaram atenção. O Defensa y Justicia perdeu por 2 a 1 com muitos infectados por covid e bateu o Palmeiras por 4 a 3 em plena São Paulo.

"Beccasexy"

A boa fase nos gramados é acompanhada por um crescente interesse feminino no seu trabalho. O cabelo longo e o semblante curioso tipicamente argentino até rendem um bem sacado apelido entre suas fãs. Para elas, Sebastián é o "Beccasexy".

No meio dos programas esportivos até mesmo da ESPN, a rede mais vista na Argentina, é comum ouvir - com certa ironia - análises do gestual, do vestiário e até da longa cabeleira do treinador de 40 anos, que é casado. Entre os debates sobre o funcionamento do ataque do Defensa, não raramente o assunto deriva para uma discussão sobre seu penteado, se seria alisado (!) ou pintado (!!).

A aceitação deste 2021 de certa forma apaga a má impressão deixada por Sebastián em outras equipes. Para os argentinos, Beccacece antes pecava pela soberba com os jogadores, pela acidez das declarações e pela impaciência que exibia até ao lado de outro notório inquieto, como era o caso de seus tempos como auxiliar de Jorge Sampaoli na seleção em 2018.

Com este cartaz, uma eventual classificação diante do Flamengo seria suficiente para colocá-lo no "top 3" dos técnicos argentinos do momento na América do Sul, ao lado de Marcelo Gallardo e Hernán Crespo.

No futebol local, Beccacece ainda precisa superar concorrentes como Sergio "Huevo" Rondina, do Arsenal de Sarandí, Gabriel Milito, do Argentinos Juniors, e Mauricio Pellegrino, do Vélez Sarsfield, hoje tidos com uma capacidade equivalente à sua.