PUBLICIDADE
Topo

Tales Torraga

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

5 vitórias argentinas no Brasil para alertar o Santos contra o San Lorenzo

Vélber, do Paysandu, disputa bola com Schiavi, do Boca Juniors, na Libertadores 2003 - Edimar Farias/O Liberal
Vélber, do Paysandu, disputa bola com Schiavi, do Boca Juniors, na Libertadores 2003 Imagem: Edimar Farias/O Liberal
Tales Torraga

Jornalista e escritor, Tales Torraga nasceu em Mogi das Cruzes (SP), mas é, segundo os colegas, "mais argentino que os próprios argentinos". Morou em Buenos Aires e Montevidéu, girou pela imprensa brasileira e portenha e escreveu 15 livros ? o último deles, Copa Loca, é sobre a...Argentina nos Mundiais.

Colunista do UOL

12/04/2021 12h00

O Santos decide às 21h30 (de Brasília) de amanhã (13) sua classificação à fase de grupos da Libertadores da América. Depois do 3 a 1 no San Lorenzo na semana passada em Buenos Aires, a equipe de Ariel Holan pode até levar 2 a 0 que ainda assim estará garantida na sequência da competição. O confronto de volta será no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Tudo definido, então? O passado mostra que não é bem assim. Claro que cada mata-mata tem sua história, mas cinco exemplos de vitórias argentinas no Brasil indicam que é bom o Santos não relaxar. Confira:

2015 - RIVER PLATE 3 A 0 CRUZEIRO
O Mineirão ficou mudo naquela que é, para muitos, a melhor atuação da história do ciclo Marcelo Gallardo à frente do River. Aquele time era corajoso e jogava bem - tanto que terminou a Libertadores como campeão. Melhor que o atual San Lorenzo? Com certeza, mas o que estava em jogo na ocasião era uma vaga nas quartas de final em um estádio lotado. Agora sem público, vale a sobrevivência na fase de grupos.

2003 - BOCA JUNIORS 4 A 2 PAYSANDU
Iarley e companhia saíram da Bombonera com um 1 a 0 histórico para o Paysandu, mas a volta em Belém mostrou que o Boca Juniors era forte demais para cair fora ainda nas oitavas. Uma atuação histórica da equipe comandada por Carlos Bianchi - e que será lembrada agora ou daqui a 30 anos.

2003 - BOCA JUNIORS 3 A 1 SANTOS
Outra lembrança de 2003 para refrescar a memória santista - o Alvinegro precisava reverter o 2 a 0 sofrido na Bombonera e virou o primeiro tempo no Morumbi perdendo por 1 a 0, gol de Tevez. A agressividade santista foi punida com o oportunismo do Boca, que soube se defender e golpear na hora exata. Terceira Libertadores em quatro anos para os xeneizes.

2006 - RIVER PLATE 3 A 1 CORINTHIANS
A torcida do Corinthians superlotou o Pacaembu apostando que o ataque formado por Tevez e Nilmar seria suficiente para classificar a equipe às quartas. Na ida, no Monumental, vitória do River por 3 a 2. O Corinthians ainda saiu na frente, gol de cabeça de Nilmar, mas outro gol de cabeça (contra, do lateral Coelho) começou a definir a classificação do River, que ainda fez mais dois e desatou a ira dos fanáticos corintianos que tentaram invadir o gramado. O timaço da MSI se desfez meses depois.

2020 - RIVER PLATE 2 A 0 PALMEIRAS
Este placar não seria suficiente ao San Lorenzo, mas quem se lembra do confronto sabe bem como o Palmeiras sofreu para manter o resultado no Allianz Parque. Até hoje a torcida do River reclama do gol de Montiel anulado pelo VAR. É um desfecho que vale menção pela proximidade (há três meses), pelo placar da ida (Palmeiras 3 a 0) e por também ter sido sem público.