PUBLICIDADE
Topo

Surfe 360°

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Chloé Calmon é vice-campeã na etapa de abertura do Mundial de Longboard

Chloé Calmon avança mais uma fase está nas semifinais na Austrália - WSL
Chloé Calmon avança mais uma fase está nas semifinais na Austrália Imagem: WSL
Thiago Blum

É jornalista esportivo desde 1992, mas acompanha o surfe há quatro décadas. Trabalhou por 19 anos na ESPN e atualmente é editor de esportes do Jornal da Band. Cobriu cinco Copas do Mundo e cinco edições dos Jogos Olímpicos.

Colunista do UOL

24/05/2022 11h14

Terminou nesta terça-feira em Sydney, na Austrália, a 1ª etapa do circuito mundial dos pranchões.

E como tem acontecido com frequencia nas etapas da World Surf League, Chloé Calmon subiu no pódio.

Com excelente performance durante toda a competição, Chloé chegou na decisão diante de sua maior rival nos últimos anos, a havaiana Honolua Bloomfield.

Hoje, a carioca caiu duas vezes no mar em Manly Beach.

chloe - WSL - WSL
Chloé Calmon, durante a competição dna Austrália
Imagem: WSL

Na semifinal, fez um duelo equilibradíssimo e tenso diante da australiana Tully White. Ficou atrás no placar em grande parte da bateria, mas conseguiu virar com uma nota 8 nos minutos decisivos.

Na decisão, reencontrou Bloomfield, 3x campeã mundial e atual bi.

Aí o cenário da disputa foi exatamente o inverso. Chloé abriu vantagem e segurou a liderança. Mas Honolua marcou as duas maiorrs notas da parte final do confronto, virou o marcador e venceu por pouco: 12,87 a 12,06.

No masculino, festa local. Harrison Roach bateu o britânico Ben Skinner e garantiu o troféu para a Austrália.

A próxima etapa da divisão principal do mundial de Longboard acontece de 3 a 7 de agosto, em Huntington Beach, na Califórnia.

As finais do tour estão marcadas para outubro em Malibu, também nos Estados Unidos.

deivid - WSL - WSL
Deivid Silva finalizou a etapa de Manly Beach na 5ª colocação
Imagem: WSL

Deivid Silva é o melhor brasileiro nas pranchinhas

No mesmo palco dos pranchões, rolaram hoje as finai do 'GWM Sydney Surf Pro', a 2ª etapa do Challenger Series - divisão de acesso da WSL.

E mais uma vez, não deu para o Brasil.

Deivid Silva foi o melhor do time verde e amarelo. Chegou até as quartas de final, quando foi eliminado pelo italiano Leonardo Fioravanti.

Com os 4.745 pontos conquistados, DVD subiu 34 posições no ranking e agora está em 15º, atrás de Michael Rodrigues e Alex Ribeiro.

O título da etapa ficou com Rio Waida, que derrotou o local Ryan Callinan na decisão. Foi a primeira vez que um surfista da Indonésia vence um evento com status Prime, que dá 10 mil pontos ao campeão.

Waida assumiu a vide-liderança do geral, atrás de Leonado Fioravanti.

campeões - WSL - WSL
Campeões da etapa de Sydney do mundial da WSL
Imagem: WSL

No feminino, as brasileiras pararam na 2ª fase e o título também escapou das mãos australianas.

Na decisão, a portuguesa Teresa Bonvalot superou Nikki Van Dijk e ergueu o troféu inspirado na 'Harbour Bridge', famosa ponte que marca um dos pontos turísticos mais famosos d Sydney, bem a frente da 'Opera House'.

Teresa subiu pra 3º no ranking, atrás da própria Nikki e da jovem americana Caitlin Simmers, líder do CS feminino.

Após duas etapas, Sophia Medina, irmã de Gabriel, é a melhor brasileira no geral, 29ª colocada.

A próxima parada da divisão de acesso será em Ballito, na África do Sul, a partir de 3 de julho. Em seguida, o calendário prevê provas na Califórnia, Portugal, França, Saquarema e Havaí.

Os 10 melhores do ranking masculino e as 6 primeiras no feminino garantem vagas no Championship Tour de 2023.

por @thiago_blum / @surf360_