PUBLICIDADE
Topo

Surfe 360°

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Chloé conquista o bi sul-americano em Saquarema; Sphaier leva no masculino

Chloé Calmon, bicampeã sul-americana de Longboard - WSL
Chloé Calmon, bicampeã sul-americana de Longboard Imagem: WSL
Conteúdo exclusivo para assinantes
Thiago Blum

É jornalista esportivo desde 1992, mas acompanha o surfe há quatro décadas. Trabalhou por 19 anos na ESPN e atualmente é editor de esportes do Jornal da Band. Cobriu cinco Copas do Mundo e cinco edições dos Jogos Olímpicos.

Colunista do UOL

19/11/2021 00h12

Mais um grande dia para o surfe brasileiro. Mais um dia de festa em Saquarema, um dos palcos mais icônicos do país.

Teve de tudo na Praia de Itaúna. Com as areias mais uma vez cheias, foram consagrados os campeões sul-americanos do Longboard. Além disso, as baterias do 'Saquarema Surf Festival' definiram os confrontos das quartas de final do QS 3 mil feminino, e os 32 classificados que seguem em busca do QS 3 mil masculino.

Difícil encontrar alguém mais feliz nesta 5ª feira do que os cariocas Chloé Calmon e Rodrigo Sphaier.

A dupla brasileira fez dobradinha e levantou os troféus sul-americanos no Longboard.

Chloé - WSL - WSL
Com os melhores números de todo o campeonato, Chloé Calmon dominou a etapa de Saquarema
Imagem: WSL

Totalmente à vontade, Chloé surfou solta como sempre. Dominou todas as disputas e não deixou dúvidas de que merecia o lugar mais alto do pódio.

Nas quartas de final, somou 14,17, quase o triplo dos pontos da também brasileira Ayllar Cinti. Na semi foi ainda melhor, chegou aos 15,00 e deixou a compatriota Evelin Neves precisando de uma combinação de notas. Ainda achando pouco, na decisão Chloé fez 15,10, o maior somatório do dia. Venceu a peruana Maria Fernanda Reyes e faturou os U$ 1000 de premiação.

"Eu não sei nem o que dizer, estava me sentindo muito bem, porque é muito legal competir em casa, vendo toda a torcida aqui, depois de muito tempo sem eventos. A praia estava lotada e eu ouvia a energia da galera a cada onda. Poder sair da água e ser recebida pelos meus amigos, minha mãe, é muito legal. Fico muito feliz de ter Longboard num evento desse e acho que foi uma excelente oportunidade para os novos talentos, que estão chegando aí firmes e fortes".

Sphaier - WSL - WSL
Rodrigo Sphaier nos braços da galera, após confirmar o título sul-americano nos pranchões
Imagem: WSL

Se Chloé estava em casa, o que dizer de Rodrigo Sphaier?

Local da cidade e conhecedor do pico, ele não venceu a etapa, mas celebrou o 3º título sul-americano da modalidade.

Conquista garantida ainda nas semifinais, quando Jeferson Silva perdeu para Tony Silvagni. Na sequencia, o americano fez 12,93 a 7,57 sobre Sphaier e carimbou a faixa do campeão do evento.

Rodrigo, que tem dois vices do mundial, havia ganhado o primeiro sul-americano 10 anos atrás. e o segundo dois anos depois, em 2013.

"Isso tudo é muito especial. Quero agradecer a todos que estiveram aqui para ver esse evento nesses dias e dedico esse título para a minha esposa, que está lá em Portugal".

Chianca - WSL - WSL
Local do pico, João Chumbinho está no round 32 em Saquarema
Imagem: WSL

Também locais de Saquarema, os irmãos Chianca tiveram desempenho de diferentes na chave masculina das pranchinhas. João Chumbinho, o mais novo, fez a maior soma e avançou sem sustos e está entre os 32 melhores do campeonato. Na próxima fase, ele vai enfrentar os brasileiros Mateus Sena e Pedro Dib, além do peruano Alonso Correa. O torneio em casa é o último dele antes da etapa de Haleiwa no Havaí, que fecha o 'Challenger Series', circuito da divisão de acesso que vai classificar os 12 melhores para a elite da WSL. Por enquanto, Chumbinho está em 8º e é o melhor brazuca no ranking.

adriano - WSL - WSL
Adriano de Souza foi eliminado na sua bateria de estreia do 'Saquarema Surf Festival'
Imagem: WSL

Já Lucas Chumbo, campeão mundial de ondas grandes, ficou em 4º na sua bateria e não passou da estreia. Foi eliminado junto com o também campeão mundial Adriano de Souza, que terminou em 3º, atrás do experiente Caetano Vargas, de 34 anos, e do jovem Mateus Sena, de 19.

26 dos 32 surfistas que seguem na competição são do time verde e amarelo. Entre eles, vários que estão ou já estiveram na divisão principal da WSL: Yago Dora, Alex Ribeiro, Jessé Mendes, Alejo Muniz, Raoni Monteiro e Willian Cardoso.

Dois 6 'gringos' estão os argentinos Jose Gundesen, Leandro Usuna e Santiago Muniz (irmão de Alejo), o uruguaio Sebastian Olarte, e os peruanos Alonso Correa e Miguel Tudela.

Raupp - WSL - WSL
Campeã em Floripa na semana passada, Laura Raupp está nas quartas em Saquarema
Imagem: WSL

Muita ação também na chave feminina, que já conhece as 8 finalistas.

Serão 6 brazucas versus duas peruanas.

Summer Macedo (namorada de João Chumbinho), Sophia Medina e Larissa Santos avançaram com vitórias. Laura Raupp, Sol Carrion e Bela Nalu completaram o ataque da nova geração, passando na 2ª posição.

Raupp, que estreou em um QS com o título em Florianópolis no domingo, deixou pra trás inclusive, a veterana Silvana Lima.

Sophia - WSL - WSL
Sophia Medina é uma das finalistas do QS 3 mil feminino na Praia de Itaúna
Imagem: WSL

Confia os confrontos das quartas de final:

1ª bateria: Arena Rodriguez Vargas (PER) x Bela Nalu

2ª bateria: Daniella Rosas (PER) x Summer Macedo

3ª bateria: Sophia Medina x Laura Raupp

4ª bateria: Sol Carrion x Larissa Santos

Assim como no masculino, a campeã fatura 3 mil pontos no ranking do circuito regional da WSL América Latina.

Kainalo - WSL - WSL
Em grande fase, o 'grom' Ryan Kainalo avançou mais uma fase na Praia de Itaúna
Imagem: WSL

Nesta sexta, começam as batalhas pelos outros títulos sul-americanos, da categoria Pro Junior Sub-20.

Na lista dos 32 inscritos estão 30 brasileiros. Entre os destaques, os paulistas Eduardo Motta - campeão do QS 3 mil da Praia Mole na semana passada - e Ryan Kainalo, que está embalado por ótimos resultados. Ambos também estão ainda vivos na categoria profissional do festival de Saquarema.

por @thiago_blum / @surf360_